Saiba porque a Igreja compara Jesus a um pelicano

por -
Domínio Público / Wikipédia

Ao longo da história a Igreja tem representado Jesus tanto com pinturas como com símbolos. Assim, por exemplo, era comum que os primeiros cristãos se identificassem com o simbolo do peixe (Icthus), pois em grego eram as iniciais de Jesus Cristo Filho de Deus Salvador.

Outro símbolo muito interessante de Nosso Senhor é o Pelicano. Se trata de alguma palavra com sentido especial para o cristianismo? Ou terá acaso um sentido mais profundo? Neste artigo abordaremos esse tema.

Parroquia de San Telmo
Parroquia de San Telmo

Muitos pensam que esta é uma comparação absurda ou até ofensiva havendo tantos animais belos, por que compará-lo com um Pelicano? Mas ainda que não acreditem, comparar Jesus com um pelicano é algo muito acertado e na antiguidade se deram conta disso.

Os pelicanos são aves costeiras de grande tamanho, com muita habilidade para pesca. Quando um pelicano tem que alimentar as suas crias, ele voa até o mar, pega alguns peixes, os guarda numa bolsa que possui entre as penas do peito e voa de regresso até a costa para dar de comer às suas crias.

Wikipédia
Wikipédia

Ah, então já sei, Jesus é comparado ao pelicano porque também era pescador?! Não, não é por aí que vai a comparação!

Antigamente acreditava que o pelicano, ao não ter um bom dia de pesca, no lugar de deixar morrer as suas crias, arrancava de sua própria carne para alimentá-los. É aqui onde nasce a comparação com Cristo, pois o mesmo nos dá de sua própria carne e de seu  sangue.

Em cada santa missa, Cristo nos oferece a santa eucaristia, em todo Seu corpo, Seu sangue, alma e divindade. Por isso na história da igreja, se tem feito muitas comparações de cristo como o pelicano, que arranca partes de sua carne para dá-la às suas crias por amor. Assim, como as crias do pelicano não poderiam sobreviver sem o alimento que lhe dá sua mãe; Os homens não poderiam ter vida eterna sem a Santa Eucaristia.

 

 

Domínio Público
Domínio Público

Esta comparação também está presente em alguns hinos tradicionais como no Adoro te Devote, no qual diz uma das estrofes Pie pellicane, Iesu Domine, Me immundum munda tuo sanguine (Senhor Jesus, pelicano bom, limpa-me a mim, imundo, com teu sangue). 

 

 

 

 

Comentários

comentários