5 heresias sobre a Santíssima Trindade que devem ser evitadas

por -
via powerlisting.wikia.com

O Domingo da Santíssima Trindade é celebrado no domingo depois de Pentecostes. É um dia especial em que nós cristãos somos chamados a nos aprofundarmos no grande mistério da fé cristã: a Santíssima Trindade. Só há um Deus, que se revelou a nós em três pessoas, co-iguais, co-eternas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

A doutrina da Trindade é sem dúvida uma das mais importante da Igreja, já que se refere a natureza do próprio Deus. No entanto, é também uma das menos compreendidas. Portanto, este Domingo da Trindade é um bom momento para os sacerdotes esclarecerem equívocos entre seu rebanho.

Cuidado, por favor, para não causar mais confusão e acabar provocando acidentalmente alguma heresia.

Mais de uma vez escutei heresias sobre a trindade por alguns padres bem intencionados.

Existem muitas maneiras de confundir conceitos a respeito da Trindade, por isso queremos compartilhar 5 heresias comuns:

1) Negar que o Espírito Santo é uma pessoa

Uma vez escutei um pastor dizendo que a Trindade são “dois alguéns e um algo”. Na realidade, a Trindade são três alguéns: o Espírito Santo é uma pessoa, tanto quanto o Pai e o Filho. O Espírito Santo não é uma “força”, e tão pouco simplesmente “ações de Deus no mundo”. Ele é uma pessoa completa e distinta.

Isso é fácil de esquecer já que seu nome não é tão pessoal como “Pai” e “Filho”, e é muitas vezes representado como coisas não pessoais, como a pomba ou línguas de fogo. Por tal razão, é importante que os sacerdotes não

2) Modalismo

O modalismo é uma antiga heresia trinitária na qual dizia que as três pessoas da Trindade só são três modos ou uma máscara que Deus vai trocando. Segundo esta heresia, as vezes Deus está no Pai, as vezes muda ao modo Filho, e outras vezes Deus está no modo Espírito Santo; e só pode estar em um modo por vez.

Normalmente, é acidentalmente comparado a Trindade como uma pessoa que tem múltiplas funções. Um homem que atua como empregado no trabalho, como marido de sua esposa e como pai de seus filhos.

Isto certamente simplifica as coisas, mas ainda assim é um erro: o ensinamento correto é que as pessoas da Trindade existem eternamente e ao mesmo tempo. As Pessoas da Santíssima Trindade não exercem apenas diferentes tipos de trabalho.

3) O Deus do Antigo Testamento é só o Pai

O filho e o Espírito Santo se revelam mais claramente no Novo Testamento, mas isso não quer dizer que não estavam ali antes disso.  As três pessoas da Trindade, ente eles o Filho e o Espírito Santo, existem eternamente e atuam junto ao Pai em perfeita harmonia.

Isso significa que o Deus revelado no Antigo Testamento é o mesmo Deus que se encarnou na pessoa de Jesus.  O Deus cujas palavras e ações se registraram no Antigo Testamento, é o mesmo Deus que, depois de assumir uma natureza humana, pregou o sermão da montanha.

4) Triteísmo

Tenha cuidado com o modo de se expressar. As três pessoas da Trindade são Deus, mas não são três deuses diferentes. Em vez disso, elas compartilham da mesma substância divina (ou, como diz o Credo sobre o Pai e o Filho, são “Consubstanciais”).

Três pessoas, uma só substância divina. Essa é a expressão apropriada.

5) Mudando ou alterando o gênero

A revelação divina nunca se refere a Deus como “Mãe, Filha e Espírito.” E para ser exato, a escritura também não nos dá a fórmula “Criadora, Redentora e Santificadora.” A escritura dá o nome de Deus como “Pai, Filho e Espírito Santo. “

Sim, a primeira pessoa da Trindade é chamada nas escrituras (pelo próprio Jesus) como Pai. Apesar da linguagem maternal que se utiliza em algumas ocasiões para conhecer a Deus, Ele nunca se deu o nome “mãe”.

A segunda pessoa da Trindade se chama “Filho”, e ao assumir a natureza humana, foi um homem.

Claro, Deus como Deus, não tem gênero (embora, Deus como um ser humano em Jesus, o tenha). Mas, além do fato de que esses termos foram revelados por Deus para descrever a si mesmo, esta linguagem também tem um significado teológico importante.

Ele é um Pai em sua relação com a criação, já que Deus criou o mundo, a partir de si mesmo (similar a um pai humano que está envolvido na procriação dos seus filhos). O princípio feminino, pelo contrário, é receptivo, e assim se identifica com a criação (“Mãe Terra”) e a Igreja (“Mãe Igreja”).

Há muito mais do que se pode dizer aqui, porém basta dizer que Deus sabia o que estava fazendo quando se descreveu a si mesmo com o gênero masculino. Por isso nós O seguimos descrevendo assim.

Então o que devemos pregar?

Uma das maiores articulações sobre a doutrina da Trindade é o Credo de Santo Atanásio. Embora leve no título o nome do grande defensor da ortodoxia Trinitária e herói da fé católica, a maioria dos estudiosos creem hoje que o credo foi escrito alguns séculos depois de sua morte. Mas independentemente de quem escreveu, é uma profissão clara e completa da fé aprovada e utilizada pela Igreja há mais de um milênio

Credo de Santo Atanásio:

1.Quem quiser salvar-se deve antes de tudo professar a fé católica.

2.Porque aquele que não a professar, integral e inviolavelmente, perecerá sem dúvida por toda a eternidade.

3.A fé católica consiste em adorar um só Deus em três Pessoas e três Pessoas em um só Deus.

4.Sem confundir as Pessoas nem separar a substância.

5.Porque uma só é a Pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo.

6.Mas uma só é a divindade do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, igual a glória e coeterna a majestade.

7.Qual como é o Pai, tal é o Filho, tal é o Espírito Santo.

8.O Pai é incriado, o Filho é incriado, o Espírito Santo é incriado.

9.O Pai é imenso, o Filho é imenso, o Espírito Santo é imenso.

10.O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno.

11.E contudo não são três eternos, mas um só eterno.

12.Assim como não são três incriados, nem três imensos, mas um só incriado e um só imenso.

13.Da mesma maneira, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, o Espírito Santo é onipotente.

14.E contudo não são três onipotentes, mas um só onipotente.

15.Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus.

16.E contudo não são três deuses, mas um só Deus.

17.Do mesmo modo, o Pai é Senhor, o Filho é Senhor, o Espírito Santo é Senhor.

18.E contudo não são três senhores, mas um só Senhor.

19.Porque, assim como a verdade cristã nos manda confessar que cada uma das Pessoas é Deus e Senhor,

20.Do mesmo modo a religião católica nos proíbe dizer que são três deuses ou senhores.

21.O Pai não foi feito, nem gerado, nem criado por ninguém.

22.O Filho procede do Pai; não foi feito, nem criado, mas gerado.

23.O Espírito Santo não foi feito, nem criado, nem gerado, mas procede do Pai e do Filho.

24.Não há, pois, senão um só Pai, e não três Pais; um só Filho, e não três Filhos; um só Espírito Santo, e não três Espíritos Santos.

25.E nesta Trindade não há nem mais antigo nem menos antigo, nem maior nem menor,

26.Mas, as três Pessoas são coeternas e iguais entre si.

27.De sorte que, como se disse acima, em tudo se deve adorar a unidade na Trindade e a Trindade na unidade.

28.Quem, pois, quiser salvar-se, deve pensar assim a respeito da Trindade.

29.Mas, para alcançar a salvação, é necessário ainda crer firmemente na Encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo.

30.A pureza da nossa fé consiste, pois, em crer ainda e confessar que Nosso Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, é Deus e homem.

31.É Deus, gerado na substância do Pai desde toda a eternidade; é homem porque nasceu, no tempo, da substância da sua Mãe.

32.Deus perfeito e homem perfeito, com alma racional e carne humana.

33.Igual ao Pai segundo a divindade; menor que o Pai segundo a humanidade.

34.E embora seja Deus e homem, contudo não são dois, mas um só Cristo. 35.É um, não porque a divindade se tenha convertido em humanidade, mas porque Deus assumiu a humanidade.

36.Um, finalmente, não por confusão de substâncias, mas pela unidade da Pessoa.

37.Porque, assim como a alma racional e o corpo formam um só homem, assim também a divindade e a humanidade formam um só Cristo.

38.Ele sofreu a morte por nossa salvação, desceu aos infernos e ao terceiro dia ressuscitou dos mortos.

39.Subiu aos Céus e está sentado a direita de Deus Pai todo-poderoso, 40.Donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

41.E quando vier, todos os homens ressuscitarão com os seus corpos, 42.Para prestar conta dos seus atos.

43.E os que tiverem praticado o bem irão para a vida eterna, e os maus para o fogo eterno.

44.Esta é a fé católica, e quem não a professar fiel e firmemente não se poderá salvar. Amém.

Comentários

comentários