Não pode viver sem café? Então agradeça a este Papa.

por -
Domínio público, Wikipedia / Domínio Público duncan c, Flickr , CC BY-NC 2.0 , ChurchPOP

Pode ser uma coisa horrível de imaginar!

Mas, se você vive no Ocidente, saiba que o café poderia nunca ter chegado até você. Se não fosse um certo Papa disposto a ir contra o conselho de seus conselheiros, nunca teríamos conhecido o café.

Segundo a lenda, a “questão do café” chegou por volta de 1600, durante o pontificado do Papa Clemente VIII. O café já era popular no mundo muçulmano e estava começando a encontrar seu caminho para a Europa cristã. E para algumas pessoas, essa foi uma das principais causas de preocupação.

O vinho era a bebida popular entre os cristãos; e os muçulmanos não podiam beber vinho, sua bebida popular era o café. Como resultado dessa realidade cultural, algumas pessoas pensavam que o café de alguma forma representava uma bebida anti-cristã, uma “amarga invenção de Satanás”. Os conselhereiros disseram para ele condenar a bebida e proibi-la para os cristãos.

O Papa Clemente não tomou uma decisão precipitada e escolheu experimentar primeiro a bebida.

E o Papa achou a bebida deliciosa!

“Esta bebida de Satanás é tão deliciosa”, exclamou ele, “que seria uma pena deixar os infiéis usá-la exclusivamente!”

Então abençoou o café e o resto é história.

[Leia também: Sanduíche McFish nasceu para atender católicos às sextas-feiras]

Comentários

comentários