Papa Francisco coloca um aviso na porta de seu quarto que proíbe a todos de reclamarem da vida

Vatican Insider, La Stampa

Há alguns dias, apareceu fixado na porta do quarto, na Casa Santa Marta, um aviso que diz: “Proibido lamentar-se”.

Mais abaixo é explicado que “os transgressores estão sujeitos a uma síndrome de vitimismo com a consequente diminuição de tom do humor e a capacidade para resolver os problemas”.

A punição será dobrada “se cometida na presença de crianças”.

O texto termina dizendo: “Para se obter o melhor de si mesmo, deve-se concentrar nas próprias potencialidades e não nos próprios limites, portanto: Pare de se queixar e aja para tornar a tua vida melhor”.

As frases são de autoria do psicoterapeuta Salvo Noé que recentemente encontrou o Papa Francisco na Praça São Pedro ao final da Audiência Geral de 14 de junho, oportunidade em que deu a ele a plaquinha, um livro e uma pulseira.

Francisco disse a ele: “Vou colocá-la na porta do meu escritório, onde recebo as pessoas”.

Como o “escritório” onde costuma conceder as audiências é no Palácio Apostólico – cuja austeridade e beleza não se enquadrariam com estilo de placa – o Papa decidiu fixá-la na porta de seu quarto.

O aviso, como não poderia deixar de ser, acabou chamando a atenção de algumas pessoas na Santa Marta, entre elas a de um idoso sacerdote italiano, amigo de longa data do Papa, que depois de pedir autorização, tirou algumas fotos do aviso para poder divulgar.

Quer na Exortação “Evangelii gaudium” como nas homilias na Santa Marta, o Papa chama a atenção de que os cristãos devem parar de queixar-se eternamente, parecendo muitas vezes adoradores da “deusa lamentela”.

“Às vezes – disse o Papa alguns meses após ter sido eleito – alguns cristãos melancólicos tem mais cara de pimenta no vinagre que de pessoas alegres que tem uma vida bela!”.

[Leia também: Papa Francisco diz que quem segue a Jesus não pode seguir o horóscopo]
[Leia também: Papa Francisco revela a oração que reza todas as noites antes de dormir]

Comentários

comentários