Preferiu morrer a revelar um segredo de confissão: o martírio de São João Nepomuceno

por -
Wikipedia / Dominio público

O Sacramento da Penitência (Confissão) é um dos mais importantes presentes de Jesus para sua Igreja (Jo 20, 22-23). Tão grande é este dom que os sacerdortes que têm a consciêcia dele estão dispostos a darem suas vidas para guardarem o segredo de confissão. Este foi o caso de São João Nepomuceno

Este santo viveu em Nepomuk (atual República Checa) no século XIV em um lugar que a ativa fé católica fez brotar ainda na sua infância o desejo de ser sacerdote.

Depois de ser ordenado sacerdote, João tornou-se confessor de Sofia da Bavaria, esposa do tirano Rei Venceslau IV, que ficou conhecido por ter mandado cozinhar vivo seu cozinheiro que não preparou bem uma de suas refeições.

Chegou aos ouvidos do Rei uma fofoca de que sua esposa era infiel e que o único que sabia de tudo era seu confessor, Padre João.

E o Rei logo mandou chamar o sacerdote e o disse:

– Padre João, você sabe a terrível dúvida que me atormenta, só você pode dissipá-la. A Imperatriz se confessa com você. Me bastaria uma palavra…

– Majestade – respondeu o confessor – como é possível que me proponhais tal infâmia? Sabeis que não posso revelar. O segredo de confissão é inviolável.

Nunca ninguém tinha se atrevido a contradizer o rei, pois sabiam de sua crueldade.

– Padre João – disse o Rei Venceslau – vosso silêncio quer dizer que renunciais a vossa liberdade.

Jamais consentirei tal sacrilégio. Manda qualquer outra coisa. Nisto digo o mesmo que São Pedro: ‘É preciso obedecer a Deus antes que aos homens’ – respondeu corajosamente o sacerdote.

Dito isto o valente confessor foi arrastado para a prisão e submetido a muitas torturas, mas nunca revelou o que Sofia tinha revelado em Confissão. Finalmente o levaram até a ponte Carlos e ali foi jogado no Rio Moldava onde morreu afogado.

300 anos depois de sua morte, quando uma comissão de sacerdotes, médicos e especialistas estudaram seu corpo, deram-se conta que a língua do santo passou de um estado seco e cinzenta para um estado incorrupto.

Por tudo isto São João Nepomuceno é considerado o padroeiro dos confessores e atualmente uma estátua em sua honra pode ser visitada na ponte de onde foi lançado antes de sua morte.

Wikipedia / Dominio público
[Leia também: Era isso que diziam os primeiros cristãos enquanto eram martirizados]
[Leia também: Conheça o santo que perdeu a cabeça pela indissolubilidade do matrimônio]

Comentários

comentários