Tom Cruise quase tornou-se padre, mas foi expulso do seminário

Kevin Ballard, Wikipedia , CC BY 2.0 / ChurchPOP

Ele poderia ter lutado contra o mal de verdade, em vez de fingir combatê-lo em filmes!

Tom Cruise é uma super estrela de Hollywood, reconhecido em todo o mundo por seus filmes, principalmente os de ação. E também é um dos maiores defensores da Cientologia, uma seita que ensina que as pessoas são seres imortais e esqueceram de sua verdadeira natureza.

Mas sua vida quase tomou um rumo muito diferente: quando jovem, era um católico devoto, chegou a participar de um seminário, e estava a caminho de tornar-se sacerdote, até que… foi expulso!

Nascido Thomas Cruise Mapother IV , em Nova Iorque, a família de Cruise era católica, mas seu pai era agressivo. Na escola primária sua família se mudou para o Canadá por causa do trabalho de seu pai, mas no ensino médio seus pais se divorciaram e a mãe de Cruise voltou para os Estados Unidos com ele e suas três irmãs.

Ainda adolescente, conheceu o Pe. Ric Schneider, que o convenceu a entrar em um Seminário franciscano, em Cincinnati, Ohio.

“Tom foi fisgado imediatamente”, disse mais tarde Pe. Ric. E embora, o padre tenha dito que chegou a pensar que Cruise foi atraído pela chance de uma educação gratuita, um dos melhores amigos de Tom na época, Shane Dempler, disse que ele estava falando sério sobre o sacerdócio.

“Ele tinha uma forte fé católica”, relembra Dempler. “Íamos à missa, ele passava tempos na capela, e gostava de ouvir histórias dos padres. Nós pensávamos que os padres tinham um grande estilo de vida e isso nos interessava e nos fazia querer ser padres também.”

Eles quase não deixaram Cruise entrar. A escola tinha um QI de corte de 110, e ele ficou exatamente no limite. Embora Tom não fosse bom na escola, ele destacava-se nos esportes e no clube de teatro.

Mas depois de tudo isso, o caminho chegou ao fim. “Nós, relata Dempler, começamos a quebrar as regras. Começamos a fugir para fumar cigarros na rua e voltávamos sem ninguém perceber.”

Mas o que realmente deixou-os  em apuros foi algo muito maior: Dempler e Cruise roubaram algumas garrafas de licor dos franciscanos. A notícia se espalhou entre os outros seminaristas, e logo um grande grupo deles estavam na floresta bebendo licor. Alguns foram encontrados bêbados e confessaram como conseguiram a bebida.

[Leia também: 10 verdades sobre a vida de um seminarista

“A escola escreveu uma carta para nossos pais dizendo que nós dois gostávassamos do seminário, mas que era preferível que não voltássemos mais”, Dempler explica. “Portanto, não fomos expulsos, apenas preferimos não permanecer…”

Então Cruise deixou o seminário, e com ele quaisquer planos para se tornar padre. E em vez disso, decidiu tentar a carreira de ator, e 5 anos mais tarde, pouco antes de completar 20 anos, conseguiu seu papel de estréia no filme “Toque de Recolher”. Logo depois veio “Negócio Arriscado”, “Top Gun”, e o resto é história cinematográfica.

Infelizmente, Tom abandonou a fé católica. Sua primeira (de várias, infelizmente) esposa apresentou-lhe a cientologia, e ele a abraçou completamente. Desde o início dos anos 90, Tom Cruise esteve profundamente envolvido com a seita, levantando enormes somas de dinheiro para a organização e defendo suas idéias publicamente.

 

Ele conheceu a Verdade, oremos para que um dia possa retornar a Igreja de Cristo!

[Leia também: O milagre que levou “Obi Wan Kenobi” a converter-se ao catolicismo]

Comentários

comentários