A triste razão pela qual ninguém tirou a escada da Igreja em 300 anos

por -
Jorge Láscar, Flickr, Wikipedia / Seetheholyland.net, Wikipedia / ChurchPOP

Se alguma vez visitar a igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, tenha certeza de se dirigir as sacadas das janelas do andar superior da fachada principal, justo de baixo da janela da direita, se encontra uma escada.

A princípio pode parecer uma escada sem importância, provavelmente deixada ali por alguém enquanto fazia manutenção. Porém, esta escada está ali durante três séculos.

Chamada “A Escada imóvel do Santo Sepulcro”, e se converteu em um poderoso símbolo de algo que todos os cristãos teremos que dar conta algum dia: nossas antigas e dolorosas divisões.

Esta é a história:

Em primeiro lugar, ninguém está 100% certo de como a escada chegou ali. Alguns dizem que foi deixada por um pedreiro enquanto fazia um trabalho de restauração na igreja, mas não estão certos de quando aconteceu.

Uma gravação datada do ano 1723 parece incluí-la. A primeira evidência escrita desta escada se remonta em 1757, quando o sultão Abdul Hamid a mencionou em um escrito. Várias litografias e fotografias do século XIX já mostravam a dita escada.

Esta foto é de 1885 é já se pode ver a escada:

Dominio Público, Reddi, Wikipedia / ChurchPOP
Dominio Público, Reddi, Wikipedia / ChurchPOP

Mas se a escada foi abandonada por um pedreiro no século XVIII ou antes, por que permanece ali durante tanto tempo? A resposta tem que vir como a forma que se administra esse lugar sagrado.

No século XVIII, o sultão otomano Osman III forçou um compromisso que chegou a ser chamado de acordo Status Quo: também na divisão de Jerusalém em quadrantes, decretou que quem nesse momento tivesse o controle de um determinado espaço, o continuaria controlando indefinidamente. Se vários grupos almejavam um mesmo sítio, em tão todos eles teriam que entrar em acordo para trocas, até o menor deles.

Esta última parte, não só evitou guerras, como também impediu a manutenção de diversos lugares de peregrinação. A menos que todas as partes relevantes chegassem ao um comum acordo sobre um trabalho para melhorar las instalações, nada se pode fazer.

Isto ajuda a explicar melhor porque a escada não foi tirada de lá. Na atualidade, seis grupos cristãos reclamam esta igreja, e decidiram que é mais fácil deixar a escada onde está. Nesse ponto, nem sequer fica claro a quem, exatamente, pertence a escada, embora alguns argumentem que pertença à Igreja Apostólica Armenia, junto com a sacada onde ela se encontra.

Em 1964, a escada tomou um novo significado; O Papa Paulo VI estava visitando a Terra Santa, sentiu dor ao ver que a escada, que tinha se tornado símbolo do acordo de Status Quo, também era uma recordação das escandalosas divisões entre os cristãos. Posto que a Igreja Católica Romana é um dos seis grupos cristãos com poder de veto sobre qualquer mudança, a escada não se moverá desse lugar até que se chegue à união tão desejada.

Por isso não foi impedido que algumas pessoas tenham tentado tirar dali a escada. Em 1981. alguém acabou por fazer isso: foi até lá e tirou a escada, mas rapidamente foi pego por guardas israelitas. Em 1997, um brincalhão consegue roubá-la, e desaparece com a escada durante várias semanas. Felizmente foi encontrada, recuperada e posta em seu lugar.

Esta é uma foto do roubo em 1997:

Dominio Público, Silencedogood97, Wikipedia
Dominio Público, Silencedogood97, Wikipedia

Peçamos a Deus que chegue logo à unidade tão esperada e a escada possa ser removida definitivamente.

Comentários

comentários