Usain Bolt, sua fé católica e a Medalha Milagrosa

por -
Erik Van Leeuwen, Wikipédia , Wikipédia Commons

Na noite do domingo, 14 de agosto, 2016, o jamaicano Usain Bolt ganhou pela terceira vez seguida o ouro em uma olímpiada na corrida de 100m rasos, dessa vez no Rio de Janeiro. E consolidou como um dos maiores atletas da história dos jogos olímpicos.

O que poucos sabem é que Bolt é um católico fervoroso, uma fé que vai além do sinal da cruz no início das competições. Mais encorajador que a medalha de ouro, o jamaicano traz consigo uma Medalha Milagrosa, invoncando a intercessão da Virgem Mãe de Deus. A medalha tem a seguinte inscrição em francês: “O Marie, sans conçue péché, Priez despeje nous qui avons recours à vous” (“Ó, Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”), é um sinal para nos aproximar de seu filho Jesus, nosso Senhor.

Domínio Público
Domínio Público

O atleta chegou a ser convidado para participar de um encontro sobre liberdade religiosa no Vaticano, em agosto de 2012, logo depois das Olimpíaadas de Londres.

Usain Bolt completará 30 anos de idade no próximo dia 21, e ele tem certeza que continuará exibindo seu talento e sua habilidade atlética. No entanto, devemos rezar por ele, para que continue levando aos outros através de sua fé e alegria Jesus Cristo; tendo em mente e no coração as palavras corajosas de São Paulo a Timóteo: Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. Resta-me agora receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos aqueles que aguardam com amor a sua aparição” (2 Tim 4, 7-8).

[Leia também:

Comentários

comentários