11 fatos incríveis sobre a vida de Santa Catarina de Sena que talvez você não saiba

por -

A festa da grande Santa Catarina de Sena é comemorada no dia 29 de abril. Aqui estão 11 fatos que você (provavelmente) não sabia sobre a vida desta fascinante santa:

1) Ela tinha uma gêmea

Apesar de não ser claro se elas eram idênticas ou não, Santa Catarina teve uma irmã gêmea, Giovanna. Elas nasceram prematuramente quando a mãe delas tinha 40 anos. Infelizmente, Giovanna morreu na infância. Sua mãe teve outra filha dois anos depois e também deu o nome de Giovanna.

2) Ela tinha 24 irmãos

Isso mesmo, ela era uma entre 25 filhos. E sim, todos eles eram dos mesmos pais. O fato é que apenas a metade deles chegou à fase adulta (devido ao alto índice de mortalidade infantil), mas ainda sim, esta era a sua família.

3) Seu apelido era “Euphrosyne”

Ela era tão contente quando criança que sua família a apelidou de “Euphrosyne”, que em grego quer dizer “alegria”.

4) Ela teve uma visão mística de Jesus quando era criança

Uma antiga biografia escrita pelo seu confessor alegou que, quando ela tinha entre 5 e 6 anos, ela estava indo para casa e de repente teve uma visão de Jesus entronizado no Paraíso e rodeado pelos apóstolos Pedro, Paulo e João.

5) Ela teve uma visão mística de São Domingos de Gusmão

Os dois caminhos mais culturalmente aceitos para mulheres em seu tempo e região eram se casar ou se tornar uma freira enclausurada. Santa Catarina resistiu às duas opções. Aparentemente, o próprio São Domingos de Gusmão apareceu para ela em uma visão e a convenceu a ser uma terciária dominicana, algo que na época era normalmente reservado às viúvas. Ela também recebeu uma permissão especial para usar hábito.

6) Ela teve outra visão de Jesus quando tinha 21 anos

Inicialmente, ela viveu sua vocação como terciária dominicana em isolamento silencioso na casa da sua família. E então, quando completou 21 anos, teve uma visão dela vestida de noiva se casando com Jesus, e ele até lhe deu um anel. E Cristo pediu que ela deixasse a solidão e fosse servir os pobres, o que ela fez.

7) Ela experimentou os estigmas

O primeiro que se tem notícia a tê-los foi São Francisco de Assis, pouco mais de cem anos antes, e então, Santa Catarina recebeu um tipo de estigma em 1375 que, de acordo com a biografia escrita pelo seu confessor, só era visível a ela, devido ao pedido que fez a Deus.

8) Ela era politicamente ativa, e escrevia cartas para políticos e para o clero

No final dos seus 20 anos, ela começou a ditar cartas para escribas e enviar para vários governantes e clérigos, implorando por paz entre os estados e pelo retorno do papado de Avignon, na França, para Roma. Ela era tão respeitada que foi enviada em missões diplomáticas de paz por vários governos.

9) Ela sobreviveu a uma tentativa de assassinato

No início do ano de 1378, ela foi enviada pelo Papa Gregório XI à Florença, na Itália, para tentar unir esta cidade a Roma. Depois, no entanto, o mesmo pontífice e atos violentos quebraram o acordo. Em 18 de junho, no meio da hostilidade, alguém tentou assassiná-la, mas ela sobreviveu.

10) Ela foi atacada por demônios em seu leito de morte

Foi isto que uma testemunha ocular declarou: “Ela começou a mudar completamente e a fazer vários sinais com a cabeça e com os braços, como se tentasse mostrar que estava sofrendo graves ataques de demônios, e permaneceu nesse estado calamitoso por uma hora e meia, e metade do tempo, passou em silêncio.

11) Ela é a co-padroeira de Roma, da Itália e da Europa

Ela foi nomeada co-padroeira de Roma em 1866 pelo Papa Pio IX, co-padroeira da Itália em 1939 pelo Papa Pio XII e co-padroeira da Europa em 1999 pelo Papa São João Paulo II.

Santa Catarina de Sena, rogai por nós!

Comentários

comentários