4 casais inspiradores da literatura que vale a pena imitar

por -
Pixabay

Casamentos em grandes nomes da literatura são sempre tumultuados.

Basta olhar para qualquer tragédia de Shakespeare ou um romance de uma irmã Bronte ou Graham e não há absolutamente ninguém em quem se espelhar. Quem quer ser como os Macbeths em suas formas assassinas ou Mr. Rochester com uma esposa louca no sótão? Muitos grandes livros têm grande lições sobre o casamento, mas poucos tem casamentos felizes.

Tenho pesquisado bastante em alguns dos meus livros favoritos para encontrar alguns matrimônios que podemos olhar como modelos, não apenas casais que  terminam juntos em um grande final de um livro, mas também pessoas bem casadas.

Os casais nesses livros incorporam a união no casamento, sua indissolubilidade, e a abertura aos filhos. Como tem também um grande respeito mútuo.

1) Sr. e Sra Gardiner em Orgulho e Preconceito de Jane Austen

kate hiscock, Flickr
kate hiscock, Flickr

Orgulho e Preconceito é centrado na história de Elizabeth Bennet, a segunda de cinco meninas. Um dos temas principais é a discussão sobre os motivos para a escolha do cônjuge. Os pais de Elizabeth, Sr. e Sra. Bennet, claramente não são completamente felizes em seu casamento, mas comportam-se bem ante os outros; e sua amiga Charlotte Lucas se casa com alguém que nunca poderia amar, apenas para resolver-se.

Em um livro que gira em torno de casamentos, o único casal que vale a pena imitar são os tios de Elizabeth Bennet, Sr. e Sra Gardiner. Eles tem grandes virtudes sociais e morais, tornando-os uma companhia agradável, sendo boas pessoas e felizes. Eles possuem um grande número de filhos e cuidam bem deles em Londres. Também respeitam-se, e são capazes de orientar e guiar Elizabeth, que está buscando uma vida justa e deseja casar-se com um homem que possa amá-la e respeitá-la.

2) Sr. e Sra. Weasley da série Harry Potter de J. K. Rolling

Dallas Epperson, Flickr
Dallas Epperson, Flickr

Harry é um menino órfão, que foi criado por parentes grosseiros, num lar nada amoroso. Sua amizade com Ronald Weasley (Rony), lhe deu não só um amigo fiel, como também uma segunda casa.

Arthur e Molly são os pais de Rony. Felizes numa grande família de sete filhos, se sacrificam para dar aos filhos o que eles precisam e enviá-los para uma boa escola. Os filhos Weasley podem nem sempre ter as roupas mais novas ou o material de primeira mão, mas sabem muito bem o valor da família, de um lar acolhedor e pais que os amam. Apesar da perda de um filho na batalha contra o mal, continuam unidos e se amando.

3) Tom Bombadil e Fruta d’Ouro da trilogia O Senhor dos Anéis, J.R.R. Tolkien

Filipe Rodrigues, Flickr
Filipe Rodrigues, Flickr

Em “O Senhor dos Anéis”, há realmente pouquíssimos casais, mas vários viúvos. No entanto, logo no início desta trilogia épica, os hobbits Frodo, Sam, Pippin e Merry escapam dos Cavaleiros Negros, na Floresta Velha e são resgatados por Tom Bombadil, que os leva para sua casa para descansar.

Embora nunca tenham afirmado se Tom e Goldberry tiveram filhos (eles são tão velhos, podem tê-los tido milhares de anos antes), o casamento deles produz grandes frutos nos cuidados à Floresta Velha e  em sua hospitalidade. Eles têm uma unidade perfeita em seu casamento. Abrigam os hobbits em sua casa de forma única e acolhedora. Tom está sempre preocupado com Goldberry, faz de tudo um pouco para garantir que os lírios, flores prediletas da esposa, estejam na mesa da sala antes do fim do dia.

4)”Kostya” Levin e  “Kitty” em Anna Karenina por Leo Tolstoy

SabrinaDan Photo, Flickr
SabrinaDan Photo, Flickr

Se você sabe alguma coisa sobre Anna Karenina talvez se pergunte como o livro chegou nesta lista, mas, apesar dos casos extraconjugais no livro, há um casal que descobre com sucesso a felicidade no casamento.

Kitty e Levin são um casal que se casa durante o livro, e segue-se os primeiros anos de seu casamento, que lutam com as dificuldades normais da vida de casado e trabalham para superá-los e crescerem na unidade, na virtude, e têm seu primeiro filho. Seu casamento é um modelo do que os outros casamentos na novela deveria ter sido, e mostra como é possível ser fiel através de tentações e dificuldades.

Comentários

comentários

Susanna Spencer

Susanna, tem mestrado em Teologia na Universidade Franciscana de Steubenville, mora em St. Paul, com o marido e quatro filhos. Ela gasta seu tempo apreciando liturgia, cozinhando, lendo literatura, cuidando de casa, e dos seus filhos. Escreve sobre tudo isso em seu blog Living With Lady Philosophy.