A carta de Natal que Bento XVI escreveu para o Menino Jesus quando era criança

Créditos: Twitter

O Papa Emérito Bento XVI, Joseph Ratzinger, está hoje com 94 anos e se tornou o Sumo Pontífice mais velho da história. Talvez ele também seja um dos únicos papas que tem uma carta escrita a mão por ele mesmo 87 anos atrás preservada. Isso mesmo, quando tinha apenas 7 anos, em 1934, escreveu uma carinhosa carta de Natal a Jesus.

A carta apareceu há alguns anos e desde então tem sido guardada por Mary Ratzinger, irmã de Joseph. O site italiano Korazym anunciou que a carta de Natal foi encontrada em 2012, durante as obras de restauração da casa onde nasceu Bento XVI.

A carta de Natal do Papa Bento XVI a Jesus dizia:

 “Querido Menino Jesus, em breve tu descerás à terra. Tu queres trazer alegria para as crianças. Tu me trarás alegria também.  Queria um Volks-Schott, uma casula verde e um Coração de Jesus. Eu quero sempre ser bom. Saudações de Joseph Ratzinger”.

O Volks-Schott é um dos primeiros livros de orações com missal em alemão e texto oposto em latim. Naquela época havia duas edições na Alemanha, uma para adultos e outra para crianças.

[Leia também: Conheça o livro que fez Bento XVI se apaixonar pela Missa ainda criança]

Além disso, ao fazer o pedido, é surpreendente ver que, já tão novinho, tenha pedido uma vestimenta sacerdotal para celebrar a missa.

Em uma entrevista realizada para o site Inside The Vatican, o irmão de Bento XVI, o falecido Georg Ratzinger, lembrou que quando eram crianças, ele e Joseph brincavam de celebrar a missa. “Celebramos missa e tínhamos casulas que a costureira da minha mãe fez só para nós. E já fomos coroinhas”.

Lindo testemunho!

[Leia também: Papa Bento XVI diz que espera poder unir-se aos amigos no Céu logo]
[Leia também: A experiência mística que Padre Pio teve com o Menino Jesus no Natal]