A comovente história da bebê que foi levada ao lugar onde Jesus nasceu

Créditos: Ronny Levy

Sofiya tem 9 meses e sofre de Atrofia Muscular Espinhal (AME). Natural da Bielorrússia, atualmente ela faz um tratamento em um hospital de Israel. Por estarem na região, a mãe dela decidiu levá-la ao local onde Jesus nasceu, na Basílica da Natividade, em Belém. A foto viralizou e sua história vem comovendo milhares de pessoas em todo o mundo!

“Como cristã, sempre quis vir aos lugares santos da Terra Santa e quando aconteceu isso com Sofiya, decidi ir ao lugar mais identificado com os bebês, que é a Igreja da Natividade de Belém, onde nasceu Jesus, o filho de Maria”, contou Yulia, de 23 anos.

“Quando estive lá, me uni a Maria e lhe pedi que me fizesse um grande favor como mãe, porque só uma mãe pode entender minha imensa dor. Rezei porque Maria recebeu um milagre lá e acredito que o grande milagre da minha vida ainda está para acontecer, com a cura de Sofiya”, continou.

Sofiya e Yulia na Basílica da Natividade, em Belém

Ela contou que a doença só foi descoberta quando Sofiya tinha um mês de vida. “Assim que descobrimos, meu mundo foi destruído. Fiquei absolutamente em choque e não pude acreditar”, disse chorando. Os médicos lhe disseram que bebês assim só viviam até os dois anos, mas havia um tratamento que poderia salvá-la.

Mesmo sendo um tratamento extremamente caro e delicado, Yulia não mediu esforços para tentar curar a sua filha. “Quando você se dá conta que a pessoa mais amada da sua vida está indefesa e você sai em busca de uma ajuda que você sozinha não pode dar, é a maior tristeza do mundo”.

Ela então fez uma grande campanha de arrecadação para conseguir a quantia necessária para o tratamento em Israel. Outros países também ofereciam, mas Yulia escolheu o país pelo que ela considerou duas coisas importantes: “Por um lado, o Hospital Schneider de Israel é conhecido como um dos melhores hospitais do mundo para o tratamento de crianças e, por outro, como católica devota, a Terra Santa é para mim a fonte de bênçãos e salvação. Acredito que juntar ciência e medicina com a fé é uma boa receita”.

Cada dia é um novo milagre

Para Yulia, todos os dias é um novo milagre na vida da filha. “Então definitivamente acredito que só um milagre pode ajudar a salvar a sua vida”, e acrescenta que “quando as pessoas doam para salvar a vida de Sofiya, na realidade são parte deste milagre, porque Deus lhes fala ao coração e lhes diz o que fazer”.

“Minha capacidade para crer em milagres se baseia na nossa fé em Jesus, que realizou grandes milagres em vida nos habitantes da Terra Santa e inclusive hoje, milhares de anos depois, as pessoas ainda recebem a graça em lugares santos devido a sua fé. Todo aquele que visita a Terra Santa muda sua vida espiritual, recebe um reforço espiritual que não pode receber em nenhum outro lugar”.

E finalizou: “Estou feliz por ter trazido Sofiya aqui e tenho certeza de que, com a ajuda de Deus e com as orações de doações de muitos fiéis, veremos um milagre que salvará a sua vida”.

Que linda história de fé!

Rezemos por Sofiya e por seu tratamento!

[Leia também: Veja como é hoje o local onde nasceu o Menino Jesus]
[Leia também: Jesus realmente nasceu no dia 25 de dezembro?]