A melhor intercessora do Céu: como a Virgem Maria pode nos guiar à santidade

por -
Créditos: Internet

Neste tempo de pandemia, em que o medo e a perda paralisam o nosso mundo, onde a tempestade ruge e os ventos da incerteza sopram, que melhor momento do que agora para se dirigir a Nossa Santíssima Mãe com um coração terno e invocar a sua poderosa intercessão?

Assim como a escuridão perpétua envolveria a terra se o sol parasse de nascer, a desolação tomaria o mundo se ninguém implorasse a ajuda de Nossa Senhora em tempos de necessidade.

Ela é nossa poderosa mãe, rainha, protetora, esperança, refúgio e a Medianeira de Todas as graças.

Ela é “mulher vestida de sol, com a lua debaixo dos pés” (Apocalipse 12, 1), que ao dar a luz à Cristo, a Fonte da Vida, também deu à humanidade o presente de uma nova vida.

Nas palavras de São Bernardo de Claraval: “Retira o sol e onde estaria o dia? Tira Maria e o que restará, senão a noite mais escura?

“Lembre-se que neste mundo te jogam para um mar agitado; você não está caminhando sobre terra firma. Lembre-se que se não quiser se perder no mar, você deve manter os olhos fixos na estrela brilhante e chamar Maria”.

Por que é importante invocar Nossa Senhora?

Nossa Senhora é a filha mais favorecida do Pai, a Mãe do Filho de Deus e o templo do Espírito Santo.

Como a Rainha da Misericórdia, dedica-se à redenção dos pecadores e está constantemente disposta a ajudar os necessitados, humildes e aqueles que invocam sua proteção.

Maria é nossa intercessora mais poderosa

Santo Afonso de Ligório, um grande doutor da Igreja e conhecido pela sua profunda devoção à Santíssima Mãe, escreveu uma obra importantíssima: As glórias de Maria. Nele, ele disse:

“Se Assuero salvou os judeus porque amava Ester, como pode Deus, que ama Maria imensamente, não ouvi-la quando ela ora pelos pecadores que se recomendam a ela?”

“…Cada uma de suas orações é como uma lei estabelecida por Deus: uma decisão, poderíamos dizer, da parte de Deus de mostrar misericórdia para com todos aqueles por quem Maria intercede.”

Numerosos santos e teólogos católicos indicam também que aqueles que dão a conhecer as glórias de Nossa Senhora nesta vida têm a garantia da salvação na próxima. O teólogo francês do século XIII, Ricardo de San Lorenzo, declarou que “Nossa Senhora honrará no outro mundo aqueles que a honrarem neste aqui”.

As virtudes de Nossa Senhora

A fim de obter o favor efetivo de Nossa Senhora para rezar por nós e nos receber sob seu manto, devemos também tentar imitar seu exemplo, praticando as virtudes que ela praticou perfeita e heroicamente em sua própria vida.

Essas virtudes incluem humildade, caridade para com Deus e o próximo, fé, esperança, castidade, pobreza, obediência, paciência e espírito de oração.

Dessas virtudes, a humildade é frequentemente descrita como o “fundamento e a guardiã das virtudes” (Santo Afonso de Ligório), o alfa e o ômega de todas as virtudes. Mas essa virtude está sob ataque no mundo hoje.

Basta olhar para as perigosas ramificações da era das telas de hoje, onde muitos são vítimas do desejo de se tornarem famosos, de ter uma imagem perfeita ou de terem mais curtidas e/ou comentários nas redes sociais. Isso faz com que muitos sejam seduzidos pela falsa atração da popularidade e da autoglorificação.

É tão fácil ficar preso nas garras do orgulho.

Santo Afonso Ligório conta uma visão poderosa em que Nosso Senhor mostrou à Santa Brígida duas mulheres: “Uma era toda glamour e vaidade. Ela é orgulho”, disse ele, “mas a outra que você vê de cabeça baixa, gentil com todos, dedicada apenas a Deus e considerando-se como ninguém, é humildade, e se chama Maria”.

“Deus escolheu essa forma de nos fazer saber que Maria é a personificação da humildade.”

Como Nossa Senhora, que estava ciente de seu próprio nada e compreendeu plenamente a grande majestade de Deus, podemos morrer para nós mesmos e viver para exaltar somente a Cristo.

Como Nossa Senhora, que evitou a multidão em adoração quando Jesus entrou em Jerusalém no Domingo de Ramos e que escolheu trilhar o caminho para o Calvário com seu Filho perseguido; Que possamos nos livrar do desejo de sermos louvados e abraçar o desprezo.

Como Nossa Senhora, que serviu a Isabel durante três meses, que nós também vivamos desinteressadamente e em serviço, antepondo as necessidades dos outros às nossas.

Práticas de devoção em honra à Nossa Senhora

Santo Afonso oferece muitas devoções possíveis para homenagear Nossa Senhora.

Estes incluem recitar regularmente a Ave Maria e o rosário diário, rezar o Angelus, o Ofício ou outras novenas dedicadas a Nossa Senhora, recitar a Ladainha de Loreto, jejuar, usar o escapulário, praticar esmolas e recorrer frequentemente à Virgem Maria.

Rezemos para que Nossa Senhora, Rainha do Céu e da Terra, que escolheu viver e morrer pobre, percorreu o caminho da Cruz com seu Filho e experimentou as sete dores do Calvário, seja nossa guia e protetora enquanto caminhamos por este vale de lágrimas, principalmente nesta batalha contra o coronavírus.

Santa Maria, cobre-nos com teu manto!

Este artigo foi escrito por Gergette Bechara para o ChurchPOP.

[Leia também: Nossa Senhora das Dores revelará segredos e converterá duros corações se você pedir, diz exorcista]
[Leia também: Covid-19: Suposta aparição da Virgem Maria em hospital na Colômbia]