As 4 solenidades da Virgem Maria celebradas pela Igreja

por -

As solenidades são as celebrações mais importantes da Igreja e tem suas próprias leituras e orações para a Missa.

A Virgem Maria tem muitas festas e memórias, no entanto, há somente 4 solenidades marianas no ano. Queremos compartilhar com você as datas destas solenidades:

Santa Maria Mãe de Deus (1 de janeiro):

É uma das celebrações cristãs mais antigas que existe, data do século VI em Roma.

No ano 431 o Concílio de Éfeso indicou que Maria, ao ser Mãe de Cristo, é Mãe de Deus.

Em memória deste Concílio, o Papa Pio XI, instaurou no ano de 1931 a celebração da solenidade em 11 de outubro. Mas depois do Concílio Vaticano II a data mudou para 1 de janeiro.

[Leia também: 5 Mitos sobre a Virgem Maria que muita gente ainda acredita (talvez você também)]

Anunciação do Anjo a Virgem Maria (25 de março):

Celebramos o anúncio do Arcanjo Gabriel a Maria sobre a encarnação de Cristo em seu ventre.

Um dado curioso desta celebração é que acontece exatamente 9 meses antes do Natal, uma analogia ao tempo de gestação.

Há documentos da Igreja que sinalizam que a festa começou a ser celebrada no século IV. Um decreto de 1895 da Sagrada Congregação de Ritos elevou a celebração para Solenidade.

Assunção da Virgem Maria (15 de agosto):

Nesta solenidade celebraos que a Virgem Maria foi assunta ao Céu em corpo e alma.

Celebrar a assunção da Virgem é celebrar que Cristo cumpre as promessas de sua ressurreição; já que algum dia também estaremos no céu como Maria (CIC 966).

Em 1950 o Papa Pio XII declarou o dogma da Assunção da Virgem Maria que afirma que “terminado o curso de sua vida terrena, foi assunta em corpo e alma a glória celestial”.

[Leia também: Assunção e Ascensão: qual é a diferença?]

Imaculada Conceição (8 de dezembro)

O dogma da Imaculada Conceição foi proclamado pelo Papa Pio IX no século XIX mediante sua bula “Ineffabilis Deus”.

O dogma indica que a Virgem “foi preservada imune de toda mancha da culpa original no primeiro instante de sua concepção”.

A Virgem Maria se apresentou em Lurdes como a Imaculada Conceição ante Santa Bernadete, em 25 de março de 1858, pouco mais de três anos depois da proclamação do dogma.

[Leia também: O que o demônio mais teme na Virgem Maria, segundo o exorcista Pe. Gabriele Amorth]

Comentários

comentários