Ator de Hollywood conta como a Virgem Maria o ajudou em sua vida e carreira

por -
Youtube

O ator de Hollywood, Jim Caviezel, que interpretou Jesus no filme “A Paixão de Cristo”, deu seu testemunho no evento “Eucharistic Holy Hour for World Peace Through The Mother of All Peoples” (Hora Santa Eucarística pela Paz Mundial através da Mãe de Todos os Povos), celebrada em Amsterdã no início desse mês.

O ator contou como a intercessão de Nossa Senhora tem guiado seus passos. De maneira particular, dois momentos marcaram sua experiência com a intercessão da Virgem em sua carreira de ator:

A Virgem e “Além da linha vermelha”

Tudo começou em 1997 quando participou da audição para fazer parte do filme “Além da linha vermelha”. A audição era muito difícil para Caviezel, tinha muitas dúvidas se conseguiria o papel.

Quando chegou o dia da audição, ele ficou inseguro e não sabia o que fazer. Nesse momento, sua insegurança fez com que desacreditasse no seu talento de ator profissional.

Assustado interiormente, decidiu rezar o rosário para acalmar-se enquanto estava a caminho da audição.

Ao chegar no local, pensou em deixar seu rosário no carro, porém, sentiu em seu coração que tinha que levá-lo consigo. E assim que entrou no estúdio da audição encontrou a esposa do diretor com uma medalha da Virgem Maria, que não era católica, era anglicana, mas que disse amar a Mãe de Deus.

Enquanto a mulher o conduzia até a sala para a audição, Caviezel sentiu em seu coração que deveria presenteá-la com o seu rosário. Ela disse: “Oh por Deus! A pessoa que me deu essa medalha, também me deu um rosário que pertenceu a Madre Teresa, mas acabei perdendo. Eu tinha rezado pedindo que Deus me enviasse outro… e agora vens tu…”.

Nesta mesma tarde conseguiu o papel no filme.

A Virgem e “O Conde de Monte Cristo”

Depois de anos, Caviezel estava ensaiando para um dos seus filmes mais famosos: “O Conde de Monte Cristo”. No entanto, encontrava-se em um momento muito vazio espiritualmente. Não conseguia encontrar paz.

No ensaio de uma das cenas mais importantes, ele teria que olhar o teto enquanto conversava com outro personagem. No momento do ensaio não havia nada no teto, porém o diretor contou que naquele lugar teria uma imagem da Imaculada Conceição.
Nesse exato momento, Jim sentiu-se cuidado por Deus e amparado por Nossa Senhora. Isto fez com que seu amor a Deus e pela Virgem fosse reacendido, levando-o de volta a uma vida espiritual sã e cheia. O que consequentemente trouxe de volta a paz ao seu coração.

Veja o testemunho completo (Vídeo em inglês): 

[Leia também: Ator que interpreta Jesus diz que a sequência de “A Paixão de Cristo” será o maior filme da história]

Comentários

comentários