Bispo diz que Biden é desonesto ao “se gabar” de devoção à Virgem Maria enquanto defende o aborto

por -
Créditos: Internet/Reprodução

Parece que a “catolicidade” de Joe Biden está cada dia mais em cheque…

Desta vez, foi o Bispo de Knoxville (Estados Unidos), Dom Rick Stika, a criticar o presidente norte-americano pelas suas posições um tanto controversas.

[Leia também: É isto que os católicos devem esperar do governo de Joe Biden e Kamala Harris]

Tudo começou quando, no dia 1º de março, o democrata Joe Biden participou de uma reunião virtual com o presidente do México, Manuel López Obrador, e na ocasião, relembrou a visita que fez ao Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, na Cidade do México, e mostrou o terço que estava usando no braço.

“Durante minhas visitas, pude conhecer um pouco sobre o México e seu povo, e visitei a Virgem de Guadalupe. Na verdade, ainda tenho o terço que meu filho levava quando faleceu”, disse Biden. Ele se referia ao filho Beau, que morreu em 2015 vítima de um tumor cerebral.

E foi então que Dom Rick decidiu se manifestar sobre o caso no Twitter: “Muito triste que o Presidente goste de puxar seu terço e promover sua devoção a Nossa Senhora de Guadalupe enquanto esquece outro título que ela tem: Nossa Senhora da Vida. Ele gosta de se gabar de sua prática católica quando é conveniente. Tão desonesto!”

E completou: “Então como você pode julgar outros por seu compromisso com a Igreja Católica? Não julgamos suas palavras, mas sim suas ações. O Sr. Biden promove o aborto irrestrito e o que ele faz hoje? Biden menciona Nossa Senhora de Guadalupe, mostra terço em encontro com o presidente mexicano”.

Desde o início da campanha presidencial, Biden disse que era “católico devoto” e que suas políticas públicas estariam de acordo com o ensinamento da Igreja. Mas uma de suas primeiras medidas ao entrar na Casa Branca foi retirar os EUA da Aliança Mundial contra aborto e permitir que o país volte a financiar instituições abortistas também em outros lugares.

Em 2019, o padre Robert Morey chegou a negar a comunhão para o então candidato à Presidência, Joe Biden, por sua posição favorável ao aborto.

Rezemos pelo fim do aborto!

[Leia também: Arcebispo pede que Joe Biden deixe de se denominar católico por ser a favor do aborto]
[Leia também: Presidente da Conferência Episcopal dos EUA diz que Biden promoverá políticas contrárias aos valores católicos]