Casal celebra festa de casamento com jantar para famílias carentes

por -
Photo Life/Arquivo Pessoal

“Quando deres alguma ceia, não convides os teus amigos, nem teus irmãos, nem os parentes, nem os vizinhos ricos. Porque, por sua vez, eles te convidarão e assim te retribuirão. “Serás feliz porque eles não têm com que te retribuir, mas tu receberás na ressurreição dos justos”.”

Pautados por esse Evangelho, o casal Ana Paula Meriguete e Victor Ribeiro decidiram celebrar suas bodas!

O casal de Guarapari, no Espírito Santo, decidiu trocar sua festa de casamento por um jantar solidário para famílias carentes. A “festa de casamento” aconteceu quase uma semana depois da cerimônia, e contou com a presença de aproximadamente 160 pessoas.

Ana Paula contou ao site G1 que começou a rezar para ouvir o que Deus queria deles, e por meio da oração Deus confirmava a intenção do coração deles.

O casal namorou por dois anos e meio e viam a cerimônia, que aconteceu no dia 16 de fevereiro, como o essencial. E a festa era apenas um detalhe. Sendo assim, pensavam em uma outra possibilidade de celebrar esse momento.

Segundo Victor, a confirmação do jantar solidário aconteceu enquanto o casal estava tocando numa missa: “O caráter decisivo para a gente bater o martelo foi um dia que a gente estava tocando em uma missa uma música que falava ‘Se uma ceia quiseres propor, não convide amigos, irmãos e outros mais. Sai à rua a procura de quem não puder recompensa te dar, que o teu gesto lembrado será por Deus’”.

[Leia também: Carmelitas de clausura surpreendem noiva no dia de seu casamento]

E Deus começou a providenciar todas as coisas. “Amigos levaram a música ao vivo, uma empresa emprestou as cadeiras, outra emprestou as toalhas, a decoração, levou voluntários. Conseguimos pessoas para ajudar a preparar o jantar. No final, conseguimos algo muito melhor do que esperávamos, disse Victor.

O casal com frequência faz trabalhos sociais com pessoas carentes, com moradores de rua, mas para Ana Paula esse momento foi diferente: “Não foi mais uma ação solidária. Para mim, foi marcante do início ao fim. Quando a primeira família entrou, a gente se emocionou bastante. E eu sei que foi muito importante e emocionante para eles também”.

No início amigos e familiares acharam tudo isso uma loucura, mas no fim todos estavam engajados e realizados com a decisão do casal.

“A gente recebe muito mais do que dá. A gente saiu de lá muito preenchido. Quando terminou o jantar, a gente olhou um para o outro e foi uma sensação de realização. O sentimento é de gratidão”, concluiu Victor.

[Leia também: 13 conselhos do Papa Francisco em Amoris Laetitia para um bom matrimônio]

Comentários

comentários