CNN perde processo por Fake News sobre jovem em Marcha Pela Vida nos EUA

por -
YouTube / @N1ckSandmann, Twitter

O estudante Nick Sandmann do Covington Catholic High School confirmou a vitória após sua família ter movido uma ação judicial contra a CNN.

A família Sandmann entrou com um processo por difamação contra a agência de notícias após a divulgação de um vídeo onde Nick aparecia diante de um senhor nativo-americano, Nathan Phillips, na Marcha pela Vida em 2019. O noticiário tratou Sandmann como agressor e racista.

O advogado dos Sandmann, Lin Wood, disse que a família processou devido ao “estresse emocional que Nicholas e sua família sofreram”.

A família disse que eles foram forçados a se mudar temporariamente de casa depois que a reportagem foi ao ar. Nicholas também foi proibido pelo colégio de frequentá-lo imediatamente após o incidente.

A família processou a CNN, The Washington Post e a NBC Universal por U$ 800 milhões. A CNN resolveu a ação por um valor não divulgado, porém, especula um valor aproximado de U$270 milhões. As datas das audiências com The Washington Post e NBC Universal ainda não foram definidas. Eles também planejam processar os donos do The Enquirer.

De acordo com a Fox19, “advogados dizem que o dinheiro que eles buscam não é para compensar Nick, mas para ‘impedir os réus’ de fazerem o mesmo (do que estão sendo acusados) no futuro”.

No twitter, Nick Sandman se limitou a dizer: “Sim, nos resolvemos com a CNN”, e o post rapidamente alcançou quase 31 mil curtidas, 6 mil retweets e cerca de 3,5 mil comentários.

Polêmica

A Fox News também comentou o caso, apresentando outros ângulos das imagens e afirmando que a mídia havia ‘descontextualizado a situação’. O jornalista Tucker Carlson informou que, diferentemente da imagem divulgada anteriormente, em que o estudante parecia estar intimidando e menosprezando o homem que protestava no local, na verdade ele estava numa escadaria junto com a turma esperando o ônibus escolar passar, quando foram abordados pelo grupo nativo-americano.

Comentários

comentários