Com leucemia, menina de 10 anos recebe a Primeira Comunhão no hospital

por -
Créditos: IBCCOncologia

Uma história comoveu a internet nesta semana. Uma garota de 10 anos, que está internada com leucemia e na espera por um transplante, conseguiu realizar o sonho de finalmente comungar pela primeira vez!

Mariana Tambasco tem 10 anos e está internada no IBCC Oncologia, em São Paulo, desde 27 de janeiro, se tratando de uma Leucemia Linfoide Aguda e esperando para receber um transplante de medula óssea. Após ter feito a catequese em sua cidade natal (Campinas), ela enfim recebeu o sacramento no último sábado. E isto com certeza a dará forças para prosseguir o tratamento.

Mariana foi diagnosticada com a doença em 2017, quando tinha apenas 7 anos, e realizou o tratamento até junho de 2020. Mas, recentemente, ela voltou a sentir dores e descobriram que a doença havia voltado com mais força, por isso, em janeiro ela foi internada novamente.

Antes disso, a menina estava se preparando para a Primeira Eucaristia. Mas com a pandemia, “a imunidade dela estava sempre baixa por causa do tratamento e frequentar a Missa em tempo de pandemia era muito improvável. Então, estávamos tendo essa dificuldade para ela receber a Primeira Eucaristia”, explicou Adriana Tambasco, mãe de Mariana, ao ACI Digital.

Ela chegou a receber a unção dos enfermos antes de ir para o tratamento de imunoterapia e a ideia era que daria tudo certo e ela poderia logo receber a Primeira Eucaristia na comunidade”, completa.

Então, após terminada a quimioterapia, os pais dela perceberam “que estava muito difícil a realização desse sonho dela de receber a Primeira Eucaristia” e decidiram entrar em contato com o Pe. Paulo Aniceto, capelão do hospital, e com a equipe médica.

“O pessoal do hospital foi muito acolhedor e tudo aconteceu de uma forma muito tranquila. O padre se dispôs a vir em um dia que não costuma estar aqui, que foi um sábado, pois seria o dia que eu e meu marido poderíamos estar aqui”, contou Adriana.

“Foi lindo, foi um momento muito importante na vida dela, na nossa vida, porque nós cremos no poder da oração, nós cremos nesse Jesus vivo presente no Santíssimo Sacramento da Eucaristia”.

A mãe acredita “que receber Jesus vai fortalecer ainda mais a Mariana, a confiança, a fé, a perseverança dela em lutar”.

Rezemos pela Mariana e por sua saúde!

[Leia também: Esperançoso, padre Ronney dá início à quimioterapia: “A cura começou!”]
[Leia também: Covid-19: Suposta aparição da Virgem Maria em hospital na Colômbia]