Como Nossa Senhora da Pompéia converteu um satanista e uma cidade sem fé

    por -
    Nossa Senhora de Pompéia, Domínio Público / Beato Bartolo Longo, Domínio Público / ChurchPOP

    Ao longo dos anos, houve centenas de milagres atribuídos à Nossa Senhora da Pompeia e à irresistível novena a Nossa Senhora do Rosário da Pompeia, popularmente conhecida como “Novena do Rosário de 54 dias”.

    Mas como essa grande devoção a Nossa Senhora da Pompeia começou?

    Como um ex-satanista converteu a cidade através de Nossa Senhora da Pompeia

    Bartolomeu Longo era um jovem advogado, embora tenha sido criado como católico, perdeu a fé na faculdade.

    Envolvendo-se fortemente com a prática do espiritualismo, satanismo e do ocultismo, Bartolomeu fez tudo que esteve ao seu alcance para minar o Catolicismo. Isso o deixou com nada além de ansiedade e depressão, enviando-o para as profundezas escuras do desespero.

    Bartolomeu eventualmente procurou ajuda e foi aconselhado pelo Pe. Alberto Radente, um sacerdote dominicano profundamente devoto da Virgem Maria.

    Os acompanhamentos com o Padre e a descoberta da devoção a Virgem Maria levaram Bartolomeu a uma profunda experiência de paz.
    Diante desse novo em sua vida, desejou fazer desejou fazer de tudo para aproximar os outros da plenitude da verdade e ajudar os pobres e também largou os velhos hábitos mundanos.

    Em 1871, ele se tornou um Dominicano da Ordem Terceira e adotou o nome de “Irmão Rosário” em honra ao Rosário.

    Em 1872 viajou para Pompéia para auxiliar a condessa Marianna de Fusco em alguns assuntos legais.
    Ao chegar na cidade deparou-se com uma realidade assustadora, muitos católicos haviam abandonado a fé, o prédio da igreja precisava de reparos urgentemente, a pobreza prevalecia e vários nativos pararam de ir à Missa aos domingos.

    Bartolomeu então descobriu sua verdadeira missão: ele deveria levar o Catolicismo de volta à antiga cidade de Pompeia.

    O Beato Bartolomeu Longo propagou o Rosário em Pompeia. Ele desenterrou uma pintura de segunda mão de um convento em Nápoles, que mostrava a Virgem Maria e o Menino Jesus segurando rosários e acompanhados por São Domingos e Santa Catarina de Sena.

    Restaurou a igreja em ruínas e o antigo retrato de Nossa Senhora obtido em Nápoles, inaugurou a Confraria do Rosário, patrocinou um festival em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, abrindo instituições de caridade, ajudando órfãos, doentes e pobres, assim Bartolomeu reacendeu fé de muitos.

    Como uma cidade despertando de seu sono, a fé do povo de Pompeia foi trazida de volta à vida.

    Hoje, a igreja restaurada foi declarada Santuário Pontifício e Basílica de Nossa Senhora do Rosário da Pompeia.

    Em 1979, o Papa João Paulo II foi em peregrinação à Pompeia. Depois, beatificou Bartolomeu Longo, em 26 de outubro de 1980. Milhões de pessoas vão ao santuário todos os anos, assim como muitos milagres são atribuídos a Nossa Senhora de Pompeia.

    [Leia também: São Domingos de Gusmão e o poder do rosário]

    Comentários

    comentários

    Artigos relacionados