Conheça a história da “flor eucarística” que venceu uma satanista

por -
Domínio Público

Um dos milagres eucarísticos mais impressionantes da história ocorreu há mais de 500 anos na Suíça, onde fica o Santuário de Ettiswil, logo que uma mulher pertencente a uma seita satânica roubou uma Hóstia consagrada.

Assim relatou a exposição “Milagres Eucarísticos” projetada e criada por Carlo Acutis, o adolescente italiano que pode ser elevado aos altares:

“Em Ettiswil há um Santuário dedicado a um Prodígio Eucarístico, acontecido em 1447.  Anna Vögtli, membro de uma seita satânica conseguiu roubar da igreja paroquial uma âmbula que continha a Hóstia Magna.
A hóstia foi logo encontrada perto de uma cerca, no meio de urtigas. Estava suspensa no ar e rodeada por uma luz muito viva. Estava dividida em seis pedaços, unidos entre si, assemelhando-se a uma flor. Muitos papas concederam indulgências aos peregrinos. O último foi Pio XII, em 1947.
A grande festa da capela do milagre é comemorada no domingo “Laetare” e os dois dias subsequentes”.

A polícia, depois de uma busca minuciosa, encontrou a ladra. Se trata de Anna Vögtli, conhecida integrante de uma seita satânica.

Não precisaram interrogá-la, ela mesma confessou o crime quando viu os policiais. A história surpreendeu o povo.

Anna confessou que colocou a mão entre as fendas do sacrário e conseguiu roubar a Hóstia sem que ninguém percebesse.

Fugiu e chegou ao cemitério do povo mas, logo, não conseguiu mais correr. A Hóstia pesou tanto que não conseguia avançar nem recuar, então a deixou lá e foi embora.

No dia seguinte, uma cuidadora de porcos que passava pelo local com seus animais se viu forçada a parar. Seu gado não avançou mais, justamente no lugar onde a Hóstia havia sido abandonada.

Pediu a dois homens que ajudassem a mover seus animais. Eles encontraram no solo a Hóstia Magna brilhante, cortada em sete pedaços e unida em forma de flor.

Avisaram de imediato o sacerdote, que veio resgatar a Hóstia. Ele conseguiu recolher seis pedaços, mas quando estava pegando o último, o pedaço afundou na terra.

O padre e a população viram isto como um sinal e construíram uma igreja no mesmo lugar onde o pedaço de Hóstia afundou, e aí se ergueu o Santuário de Ettiswil.

[Leia também: Milagre? Santíssimo brilha durante adoração eucaristíca]

Comentários

comentários