Coronavírus: sacerdote renuncia a respirador e morre para salvar a vida de um jovem

por -

Um padre de 72 anos de idade com coronavírus morreu há alguns dias na Itália depois de desistir de um respirador para que fosse utilizado por um paciente mais jovem.

Seu nome era Don Giuseppe Berardelli, de Casnigo, na Diocese de Bergamo, uma das cidades mais afetadas pela Covid-19. O respirador ao qual ele renunciou havia sido comprado pela comunidade paroquial que ele servia.

“Dom Giuseppe morreu como padre. E estou profundamente comovido com o fato dele ter desistido de seu respirador para dá-lo a alguém mais jovem que ele”, disse um profissional de saúde do Lar de idosos de São José a um jornal local.

“E ele fez isso para que o respirador pudesse ir para outra pessoa. Alguém mais jovem, mas doente como ele. Alguém que ele nem conhecia”.

O padre Berardelli morreu no Hospital de Lovere.

“Ele era um padre que ouvia a todos, que sabia ouvir, quem quer que fosse até ele sabia que podia contar com sua ajuda”, disse Clara Poli, antiga prefeita de Fiorano, e enfatizou que, graças ao padre, foi aberto um centro assistência às famílias. “Quando o econtrava, ele estava sempre feliz e cheio de entusiasmo. Deu paz e alegria à nossa comunidade”, afirmou.

Giuseppe Berardelli nasceu em 21 de agosto de 1947 em Fonteno (Itália). Ele foi ordenado sacerdote em 30 de junho de 1973. Desde que o coronavírus chegou à Itália, mais de 50 padres morreram no país.

Comentários

comentários