É jovem e tem tatuagens? O Papa tem uma pergunta para você!

Daniel Ibañez, ACI GROUP

Durante um encontro que o Papa Francisco teve recentemente com um grupo de jovens no Vaticano, o Papa se pôs a responder de forma animada sobre uma curiosa pergunta sobre as tatuagens.

Durante a reunião, um jovem seminarista perguntou ao Santo Padre como os pastores da Igreja deveriam enfrentar os desafios atuais em um mundo em que as tatuagens tem tanta difusão e “que para alguns é uma beleza” e outros veem como algo “difícil de compreender”.

Esta foi a resposta do Papa:

“Não se assustem com as tatuagens. Os eritreus, há muitos anos, faziam a cruz aqui (na testa). Ainda hoje os vemos. Tatuavam-se com a cruz. Sim, são exageros, hoje vejo alguns”.

“Acho que as pessoas que têm muitas tatuagens não podem doar sangue, alguma coisa assim… porque há perigo de intoxicação. Quando se exagera, há um problema de exagero, mas não da tatuagem”, continuou.

O sucessor de São Pedro fez uma pergunta aos jovens que usam tatuagens:

“A tatuagem indica pertença. Você, jovem, que está tatuado ou tatuada assim, o que está buscando? Através desta tatuagem, a qual pertença você se refere?

Para finalizar, o Papa animou os sacerdotes a dialogarem desta maneira com os jovens e assim chegar a sua cultura.

“É importante não se assustar. Com os jovens, nunca devemos nos assustar! Nunca! Porque sempre, inclusive por trás das coisas que não são tão boas, há algo que nos ajudará a chegar a alguma verdade”, concluiu sua santidade.

[Leia também: Papa Francisco envia carta aos jovens do mundo inteiro]

Comentários

comentários