Homem tenta incendiar Basílica do Getsêmani, no Horto das Oliveiras

por -
Créditos: Internet/Reprodução

Um homem de 49 anos tentou incendiar a Igreja de Todas as Nações, também conhecida como Basílica da Agonia ou do Getsêmani, em Jerusalém, nesta sexta-feira (4).

O local fica no Horto das Oliveiras, lugar onde Jesus viveu Sua agonia antes da Paixão.

Um dos guardas conseguiu deter o homem e a polícia foi rapidamente acionada, conseguindo prendê-lo. Também já foram iniciadas as investigações sobre o caso.

Confira uma foto do princípio do incêndio:

Créditos: Twitter/Reprodução

Em um comunicado, o Patriarcado Latino de Jerusalém agradeceu a Deus “que o fogo tenha sido extinto rapidamente”.

Valorizamos os esforços dos jovens de Jerusalém que conseguiram deter o homem sem causar maiores danos à igreja. Também agradecemos à polícia pela sua rápida ação e prisão do suspeito”, diz um trecho da nota.

Ressaltou que a Basílica “foi construída sobre a rocha em que o Senhor Jesus Cristo rezou antes de sua prisão e crucificação”.

E completou: “Também pedimos à polícia que investigue seriamente este ataque incendiário, especialmente porque parece ser motivado racialmente”.

A igreja estava vazia pois a comunidade católica e os frades que toma conta do espaço sagrado estavam reunidos para discutir a administração do Santo Sepulcro pelo novo patriarca de Jerusalém, o arcebispo Pierbattista Pizzaballa.

Graças a Deus o fogo foi extinto a tempo!

[Leia também: Quem foi o anjo que consolou Jesus no Horto das Oliveiras?]
[Leia também: Igreja cristã é descoberta perto do Monte Tabor, lugar da Transfiguração de Jesus]