O jovem de 15 anos que perdeu a vida por não jogar fora o seu escapulário

por -
Créditos: Diócesis de Córdoba.

Francisco García é o mártir mais jovem dos 127 beatificados na Diocese de Córdoba em 16 de outubro de 2021. Ele tinha 15 anos e 7 meses quando foi morto na perseguição religiosa que ocorreu durante a Guerra Civil Espanhola entre 1936 e 1939.

O jovem de 15 anos que perdeu a vida por não jogar fora o seu escapulário

A milícia ameaçou levar Francisco García para a prisão se ele não se livrasse do escapulário. Garcia disse que não se importava de ir para a prisão e morreu na prisão dois dias depois.

Segundo o site da Diocese de Córdoba, desde muito jovem Francisco “demonstrou uma vida de especial piedade” e “destacou-se pela disponibilidade em colaborar com a Igreja e para exercer a caridade simples com os idosos e os mais necessitados”.

Nos momentos mais difíceis de julho de 1936, quando estourou a Guerra Civil Espanhola e se intensificou a perseguição religiosa, Francisco era “um dos poucos jovens da cidade que ia à missa diariamente e comungava. Ele sempre mostrou alegria, educação e justiça, mesmo nesses momentos difíceis e supremos”. A mãe ajudava na sacristia da paróquia e ia à missa diariamente; Aos domingos iam todos juntos.

Em 20 de julho de 1936, uma milícia chegou à casa de Francisco para prender seu pai. Uma hora depois, a milícia voltou para prender seu tio. Foi então que viram que Francisco usava o escapulário de Nossa Senhora do Carmo.

Um miliciano disse-lhe para tirar “aquilo”, mas ele se recusou. Disseram-lhe que, se não o jogasse fora, iriam levá-lo para a prisão, juntamente com os seus familiares. Francisco respondeu resolutamente que iria para a cadeia, mas não tiraria o escapulário.

Francisco García foi preso e morreu no dia 22 de julho, quando os milicianos marxistas, às 15h30, invadiram violentamente as instalações do cárcere, armados com machados, espingardas e cartuchos de dinamite, e assassinaram todos os detidos.

Beato Francisco García, rogai por nós!

[Leia também: Antes morrer do que pisar no terço: conheça o testemunho deste padre em Auschwitz]
[Leia também: O emocionante martírio do jovem santo que não quis negar a sua fé em Cristo]