Papa Francisco diz que o fofoqueiro é um terrorista

Daniel Ibañez, ACI GROUP

Alguém duvidava de que o Papa Francisco tinha um grande senso de humor?

Em um recente encontro com um grupo de jovens, sua Santidade se animou e começou a contar uma piada sobre uma senhora fofoqueira que ajudava em uma paróquia.

O Sucessor de Pedro contou que ouviu de um amigo cardeal que em uma paróquia havia uma mulher muito fofoqueira que falava mal de todos e de tudo, e que morava bem próxima da igreja, tão perto que da janela de seu quarto dava para ver o altar.

Esta mulher “ia a Missa todos os dias e logo depois, nas horas seguintes do dia, ela dedicava-se a andar pela Paróquia falando dos outros. Um dia ela estava enferma e chamou o pároco e disse: “Padre, estou de cama com uma forte gripe. Por favor, pode trazer a comunhão para mim?

O sacerdote respondeu: “Nâo se preocupe. Com a língua grande que você tem, da janela do seu quarto chega no Sacrário”.

O Papa explicou que mencionou essa história porque para ele a fofoca é uma das coisas mais feias da comunidade cristã. Disse ainda: Sabem que a fofoca é terrorismo? Sim, porque um fofoqueiro faz o mesmo que um terrorista: se aproxima, fala com um, bota a bomba da fofoca, fala com outro… destrói tudo e vai embora”.

[Leia também: Preferiu morrer a revelar um segredo de confissão: o martírio de São João Nepomuceno]
[Leia também: São Felipe e a estranha penitência para a senhora fofoqueira]

Comentários

comentários