Presidente da Conferência Episcopal Alemã propõe que protestantes também possam comungar

por -
Créditos: Juan Pablo Arias

O presidente da Conferência Episcopal Alemã tem causado uma grande polêmica por conta de uma proposta recentemente defendida por ele. O monsenhor Georg Bätzing quer que os protestantes também possam receber a Santa Comunhão!

Em um documento divulgado após o Sínodo da Igreja na Alemanha, o bispo disse que “a comunidade na fé, que é ecumenicamente visível de muitas maneiras, visa uma unidade que também pode ser vivida como comunhão na Eucaristia e na Ceia do Senhor”.

Ele parabenizou o grupo de trabalho que originou o documento “Juntos à mesa do Senhor” e ressaltou que “continuará os esforços da Conferência Episcopal e também em diálogo com Roma para assegurar que este discurso intensivo se mantenha e que as conclusões dos diálogos ecumênicos sejam examinados e atue-se em seguida”.

Segundo ele, ainda precisa haver um “debate sobre as questões não respondidas ao longo do caminho” sobre a “hospitalidade eucarística recíproca entre católicos e protestantes.

Os problemas teológicos e a preocupação do Papa

De acordo com a Congregação para a Doutrina da Fé, a proposta do “Juntos à mesa do Senhor” se distancia do entendimento católico da Igreja e dos sacramentos.

“O assunto da unidade da Eucaristia e da Igreja, em que a Eucaristia pressupõe e gera a unidade com a comunhão da Igreja e sua fé com o Papa e os bispos, está minada no documento mencionado”, diz uma carta assinada pelo cardeal Luis Ladaria Ferrer, prefeito da Congregação.

Já o cardeal Kurt Koch afirmou que o Papa Francisco está preocupado com a Igreja na Alemanha e apoia uma intervenção da Congregação para a Doutrina da Fé sobre o tema da “intercomunhão”.

Segundo o cardeal, o Papa apontou que o Sínodo estava muito voltado para “questões políticas”, e pediu que recordassem a carta que ele escreveu para os alemães por ocasião do início do caminho sinodal.

Rezemos pela Igreja na Alemanha!

[Leia também: Razões pelas quais os não-católicos não podem comungar]
[Leia também: Padre nega comunhão para candidato a presidência dos EUA que apóia aborto]