Qual era o segredo da santidade de São Padre Pio? Com isso você também pode ser santo!

por -
Crédito: Lucia Dughetti/Wikipedia

Qual é o verdadeiro sinal da santidade? Segundo o Pe. Mike Schmitz, não são os estigmas ou as habilidades miraculosas de curar pessoas. Santos como Padre Pio, que celebramos hoje, foram muito além do “sobrenatural”.

Confira essa linda explicação dada pelo sacerdote sobre o segredo da santidade de Padre Pio:

A vida de São Padre Pio foi marcada por todas essas coisas miraculosas, e quando ouvimos sobre os santos, podemos focar apenas nestas coisas que aconteceram em suas vidas, como Padre Pio bilocando ou curando pessoas não só imediatamente, mas só colocando a mão ou falando uma palavra e a pessoa ficava curada, ou só rezando através de uma carta!

Ele recebeu uma carta e rezou pela pessoa, e ela ficou curada do outro lado do Atlântico, é incrível. E não só isso, mas Padre Pio também teve experiências místicas com Nosso Senhor Jesus crucificado. Ele tinha os estigmas físicos e espirituais, as chagas de Cristo no próprio corpo.

E algumas vezes podemos olhar para isso e pensar: ‘isto é incrível, mas não é a minha vida, eu nunca poderia fazer isso’. Provavelmente não, porque tudo é graça, certo? Tudo é dom. Mas se isso não está na minha vida, quer dizer que não é para mim? Significa que eu não posso ser santo?

Padre Pio não era incrível por causa dos milagres. Ele não era necessariamente incrível por causa dos estigmas. Existiu um momento na vida de Padre Pio, como frei capuchinho, que estes milagres estavam acontecendo com ele e seus superiores disseram que ele não poderia celebrar missas ou pregar em público.

E Padre Pio, ao invés de dizer ‘espera um pouco, eu tenho todas essas coisas incríveis acontecendo comigo… não me digam o que fazer’. Mas em humildade e obediência, ele simplesmente fez o que lhe mandaram fazer.

E se eu posso dizer alguma coisa que marcou a santidade de Padre Pio, não foram as bilocações, nem os milagres, nem as curas, nem os estigmas… O que marcou a santidade de Padre Pio foram duas simples coisas: obediência e humildade.

Então é isso que eu acho: se nenhum de nós pode criar ou receber dons de cura, de bilocação, ter estigmas.. todos nós podemos ser humildes.

E humildade não é dizer ‘eu sou muito ruim’, é simplesmente dizer a verdade. A verdade sobre mim é que eu tenho certos dons e certas fraquezas. Meus dons vêm de Deus. Minhas fraquezas, preciso da ajuda de Deus. Simples. Super simples. Todos nós temos alguém a obedecer e a servir, e todos nós podemos exercitar estas duas virtudes da humildade e obediência.

E este era, essencialmente, o segredo da santidade de Padre Pio, e essencialmente o segredo da santidade de todos os santos, porque ser santo é simplesmente fazer a vontade de Deus em cada momento.

E todos nós, não importa em que estágio na vida estamos, se você for um frade capuchinho, ou uma mãe, ou uma pessoa solteira, um pai, um padre, o que quer que esteja fazendo… todos nós podemos fazer a vontade de Deus, ou seja, todos nós, pela graça de Deus, podemos viver como santos, hoje!

São Padre Pio, rogai por nós!

Este artigo foi inspirado no vídeo da Ascencion Presents.

[Leia também: 5 hábitos que, segundo Padre Pio, todo católico deveria ter!]
[Leia também: Padre Pio e os encontros com o menino anglicano que tinha leucemia]