Religiosas brasileiras desaparecidas são libertadas pelos terroristas islâmicos!

por -
Créditos: Exe Lobaiza/Divulgação

Graças a Deus!

As duas religiosas brasileiras que haviam desaparecido após ataque de yihadistas (terroristas islâmicos) em um convento de Mocímboa da Praia, Moçambique, no dia 12 de agosto foram encontradas!

[Leia também: Duas religiosas brasileiras desaparecem após ataque terrorista em convento de Moçambique]

A notícia foi confirmada pelo Bispo de Pemba, Mons. Luiz Fernando Lisboa, que disse que as irmãs Inés Ramos e Eliane da Costa, da congregação de São José de Chambéry, estavam “sãs e salvas” e “de volta conosco”.

Elevemos juntos um hino de ação de graças a Deus e sigamos rezando por todos aqueles que ainda estão desaparecidos, desolados e que sofrem as consequências da violência e da guerra. Pedimos a bênção de Deus para Cabo Delgado e que conceda o dom da verdadeira paz que tanto necessitamos“, disse ele.

Segundo informou a agência de notícias Fides, a milícia de al-Shabab aproveitou um desfalque policial e tomou a cidade, invadindo e tomando muitos lugares, entre eles, o convento de São José de Chambéry, sequestrando as freiras e outras pessoas católicas da região.

Por um tempo, não se soube o paradeiro de ninguém, devido à falta de comunicação, mas as autoridades nacionais e internacionais se mobilizaram e conseguiram, após descobrir o sequestro, negociar a liberação das religiosas e mais algumas pessoas. A polícia ainda tenta resgatar outros reféns.

Especialistas também não descartam a possibilidade das milícias não serem yihadistas, e sim de criminosos ligados ao tráfico internacional de drogas, que há vários anos estão na região e tentam manter o monópio e o controle.

Rezemos por todos os cristãos perseguidos e pelos reféns que ainda não foram encontrados!

[Leia também: Cálice que servia de mira pelo Estado Islâmico é resgatado e usado de novo na missa!]

Comentários

comentários