Sente-se, fique de pé, ajoelhe-se: O significado dos movimentos que fazemos na missa

por -
Lawrence OP, Flickr , CC BY-NC-ND 2.0

De joelhos, de pé, sente-se, de joelhos, de pé, sente-se… Ufa!

Quando os não católicos participam da Missa pensam muitas coisas sobre as diferentes posturas que os católicos fazemos. Coisas como: “Ohh, de pé outra vez… por que nos ajoelhamos?!” ou “Está errado se eu não ajoelhar? Já que não faço ideia do que estou fazendo”.

Sei que os não católicos pensam estas coisas porque quando eu não era católico, também pensava assim. Não tinha ideia do que estava passando ou o porquê. Só imitava.

Agora, como católico, uma das coisas que mais aprecio sobre a Missa é como cada uma das coisas tem significado. Cada movimento, postura, palavra ou coisa significa algo. Quanto mais entendo o que está passando na Missa, mais poderá apreciar suas beleza.

Essa é a razão pela qual este post foca no “por que” sentar-se, ficar de pé, ajoelhar-se durante a Santa Missa.

Sentados

Sentados é uma postura de escuta. Os católicos se sentam na primeira leitura (geralmente é do Antigo Testamento), o Salmo (usualmente cantado) e na segunda leitura (do Novo Testamento, mas não do Evangelho).
Também nos sentamos durante o ofertório e a homilia.

Nos sentamos para ESCUTAR.

De pé

Para orar. Estar de pé tem sido a postura de oração para os judeus desde antes do tempo de Jesus. Em muitas partes da Bíblia podemos ver que se mantinham de pé para a oração. Por isso, como católicos, seguimos usando esta postura para a oração.

Alguns exempos de quando nos colocamos de pé para a oração são: saudação inicial, o Pai Nosso e a oração dos fiéis.

Para o Credo: Ficamos de pé para dizermos juntos os que os cristãos acreditam desde os primeiros tempos com a forma do Credo Niceno ou o Credo dos Apóstolos. Ficamos de pé para afirmar nossa unidade e nossa crença juntos, como cristãos.

Para o Evangelho: Ficar de pé é também um sinal de respeito. Temos muitas leituras da Biblia durante a Missa, mas ficamos de pé com um particular respeito, já que ali se encontram as palavras e ações de Jesus.

Para a procissão: Ficamos de pé no início e no final da Missa como um sinal de respeito ao celebrante (Padre ou Bispo que celebra a missa).

De joelhos

Quando entramos na Igreja fazemos a genefluxão, onde nos agachamos e tocamos o chão com um de nossos joelhos. Assim reconhecemos humildemente a Jesus no sacrário, na Eucaristia.

Nós católicos cremos que Jesus está presente com todo seu corpo, sangue, alma e divindade na Eucaristia. Cremos que quando Jesus disse “Este é o meu corpo”, Ele disse literalmente. Jesus se esconde na apareência do pão e vinho, mas sua presença é completa e verdadeira. Isto é algo que os primeiros cristãos creram e continuamos crendo até hoje na Igreja Católica. É isso que expressamos com nossa genuflexão.

Ajoelhar-se é uma postura de respeiro e adoração. Outro momento em que nos ajoelhamos é durante a preparação para recebermos a Eucaristia (o corpo e Sangue de Nosso Senhor na Sagrada Comunhão). Quando recebemos a comunhão nos ajoelhamos novamente, porque cremos que Jesus está ali completamente na Comunhão. Se cremos que estamos verdadeiramente na presença de Cristo, ficar de joelhos seria um gesto natural.

Por isso, sempre nos ajoelhamos nesta parte da Missa, e nos mantemos de joelhos até que as hóstias consagradas voltem para o sacrário.

Conclusão

Bem, ao menos agora já sabe que os católicos não estão confusos, e pode parar de pensar que não sabemos o que fazer com os corpos durante a Missa.

E esta é só uma descrição básica sobre o que fazemos com nossos corpos como um todo. Há muitos mais gestos e movimentos que o sacerdote faz durante a Missa com mais significados.

Como todas as estruturas dentro da Missa, e tudo no catolicismo, há muitas ferramentas que nos ajudam a mover nosso coração, mente e alma até Jesus.

E se você verdadeiramente se relaciona, aceita e abraça os significados por detrás do que está fazendo, as graças, alegrias e riquezas disponíveis para ti na Missa e na Igreja Católica te levarão para mais perto de Deus.

[Leia também: Conheça cada parte da Santa Missa para melhor vivê-la]
[Leia também: 5 coisas que você estava fazendo mal na Missa e não sabia]

Comentários

comentários