10 coisas que seu anjo da guarda faz por você sem que você saiba

por -
Créditos: Internet/Domínio Público

Você sabia que seu anjo da guarda está ao seu lado 24 horas por dia todos os 365 dias do ano? E ele realmente faz muitas coisas por você… talvez você nem saiba!

Um anjo da guarda é como um “guarda-costas” espiritual, um guardião que Deus nos deu no exato momento que viemos ao mundo. Sem que saibamos, estes anjos fazem muitas coisas por nós no dia a dia.

[Leia também: 5 exemplos de como os Anjos da Guarda atuaram na história]

Em um artigo para o Catholic Exchange, Stephen Beale descreve várias coisas que estas criaturas espirituais fazem por nós. E selecionamos algumas para compartilhar com vocês.

Aqui estão 10 coisas que seu anjo da guarda faz por você:

1) Afasta os demônios

Às vezes vemos a tomada de decisões morais como um debate entre um anjo mal que sussurra no nosso ouvido e um anjo bom que fala sabiamente ao outro. Existe uma verdade nisso; segundo São Tomás de Aquino, um dos papeis do anjo da guarda é lutar contra os demônios.

2) Te protege do mal

Os anjos da guarda geralmente nos protegem do dano espiritual e físico, de acordo com São Tomás. Esta verdade tem suas raízes nas Escrituras. Por exemplo, o Salmo 90, 11-12 declara: “porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão em suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra”.

3) Te fortalece contra a tentação

Os anjos da guarda não apenas evitam o mal, mas também nos fortalecem para que possamos evitá-lo nós mesmos.

4) Te faz forte

São Bernardo diz que com anjos como estes ao nosso lado, não devemos ter medo. Deveríamos ter a coragem de viver nossa fé com valentia e enfrentar o que quer que a vida nos ofereça.

5) Intervém para te salvar dos problemas

Os anjos da guarda não apenas “guardam”, mas também podem nos salvar quando já estamos em problemas. Isto pode ser visto na história de Pedro em Atos 12, quando um anjo o ajuda a sair da prisão.

6) Cuida de você desde o seu nascimento

Os padres da Igreja uma vez debateram sobre se os anjos da guarda foram designados para nós no nosso nascimento ou batizado. São Jerônimo argumentou decididamente pelo primeiro. Sua base foi Mateus 18,10, que é uma passagem bíblica muito importante para ressaltar a existência dos anjos da guarda. No versículo, Jesus diz: “Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos, porque eu vos digo que seus anjos no céu contemplam sem cessar a face de meu Pai que está nos céus.”

A razão pela qual temos anjos da guarda ao nascer é que sua ajuda está associada à nossa natureza como seres racionais, ao invés de pertencer à ordem da graça, de acordo com São Tomás de Aquino.

7) Te protege, mesmo que você não acredite em Deus

Esta conclusão é deduzida pelo ponto anterior. São Tomás deixa isto claro ao explicar que Deus nunca nos abandona nenhum de nós, inclusive os pecadores. Como explicou o grande teólogo dogmático Ludwig Ott: “não apenas todas as pessoas batizadas, mas todos os seres humanos, incluindo os não crentes, têm seu próprio anjo da guarda especial desde o seu nascimento”.

8) Leva suas necessidades a Deus

Os anjos da guarda atuam como intercessores que levam nossas petições diretamente a Deus, baseando-se nas palavras de Jesus em Mateus 18,10 sobre os anjos que contemplam a face de Deus.

9) Se comunica com você

Eles reforçam nossa inteligência e vontade. Assim nos guiam para a verdade e para o bem. Como escreve São Tomás, “além disso, é manifesto que, em relação às coisas que devem ser feitas, o conhecimento e a afeição humana podem variar e falhar de muitas maneiras; e por isso foi necessário que os anjos fossem nomeados para a tutela dos homens, a fim de regulá-los e movê-los para o bem”.

10) Te guia para a salvação

O objetivo final de tudo que os anjos da guarda fazem é ajudar em nossa salvação. São Tomás de Aquino explica: “Os anjos são enviados para ministrar, e isso é efetivamente eficaz, para aqueles que receberão a herança da salvação, se considerarmos o efeito final de sua custódia, que é a realização dessa herança”.

Rezemos sempre para o nosso anjo da guarda, para que nos proteja e nos livre das tentações!

[Leia também: Dar nome ao seu anjo da guarda pode abrir brechas ao demônio]
[Leia também: Quem foi o anjo que consolou Jesus no Horto das Oliveiras?]