A experiência não saiu como ele queria, mas ele ficou conhecido como “o monge voador”

por -
Créditos: Creative Commons

Eilmer de Malmesbury, também chamado de Oliver, porém conhecido como “o monge voador”, foi um monge beneditino que viveu na Inglaterra no início do século XI. Ele ganhou o apelido de “monge voador” porque tentou pular da torre mais alta de sua abadia. Você quer saber o que aconteceu depois dessa façanha? A gente te conta aqui!

[Leia também: Conheça São José de Cupertino, o santo que voava]

A experiência não saiu como ele queria, mas ele ficou conhecido como “o monge voador”

Eilmer morava na Abadia de Malmesbury, na Inglaterra, que na época tinha a segunda maior biblioteca da Europa. Lá ele pôde aprofundar seus estudos em astronomia e no conhecimento prático das leis da mecânica.

Encorajado pelos conhecimentos adquiridos durante os anos de estudo, começou a desenvolver alguns cálculos que, por vezes, lhe teriam permitido realizar um dos sonhos mais cobiçados do homem: o de voar.

Cheio de coragem, ele construiu duas asas, que ele mesmo projetou, e se lançou da torre da abadia -24 metros de altura- sem pestanejar. E por puro acaso (ou Providência) escapou da morte.

Eilmer de Malmesbury; Vitral instalado na abadia de sua cidade em 1920

A experiência infelizmente não terminou bem e conta-se que o monge teria ficado aleijado. Ainda sim, ele não desanimou e ainda queria voar. Mas o abade o proibiu de repetir o experimento maluco. Portanto, Eilmer contentou-se em estudar o céu dia e noite, tanto que seus tratados sobre astrologia foram altamente considerados até o século XVI.

A tentativa fracassada de Eilmer foi estudada e narrada longamente por talentosos estudiosos e enciclopedistas como Helinand de Froidmont, Alberico delle Tre Fontane e Vincent de Beauvais. Inclusive a Escola de Engenharia Mecânica e de Mineração da Universidade de Queensland em Brisbane, na Austrália, desenvolveu um código de simulação de Dinâmica de Fluidos Computacional com o nome dele.

[Leia também: 15 cientistas que também foram sacerdotes]
[Leia também: O primeiro relógio do mundo foi construído por um papa?]