Após solicitar arquivamento do processo contra Padre Robson, MP quer retomar investigações

por -
Créditos: Internet/Reprodução

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) voltou atrás na decisão de desistir do recurso que solicitava o avanço das investigações contra o Padre Robson de Oliveira. A nova deliberação foi assinada pelo promotor Marcelo de Freitas nesta segunda-feira (11) e protocolada no Tribunal de Justiça.

O documento pede a revisão da sentença dos desembargadores do TJ, que votaram pelo arquivamento do recurso no ano passado. O MP havia optado pelo arquivamento porque, em dezembro, a promotoria poderia fazer a denúncia contra o sacerdote direto em 1ª instância na Vara Criminal da juíza Placidina Pires devido a uma medida suspensiva.

Porém com um recurso apresentado pelo advogado do Padre Robson, Pedro Paulo Guerra de Medeiros, ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Goiás e ao Superior Tribunal de Justiça, a suspensão deixou de valer.

Logo, o processo foi realmente arquivado, como havia sido solicitado anteriormente pelo Ministério Público. Agora, então, o MP quer reverter a decisão para que a investigação pode ser reaberta no TJ.

A defesa do Padre Robson afirmou em nota que não comenta decisões judiciais, por estarem em segredo de Justiça.

As denúncias fazem parte das investigações da “Operação Vendilhões”, que começou em agosto. Pe. Robson foi afastado do cargo de presidente da Afipe e foi proibido de exercer ministério sacerdotal e aparecer em programas de TV temporariamente.

Rezemos para que a verdade prevaleça!

[Leia também: Em decisão unânime, Justiça inocenta Padre Robson e ação contra ele é arquivada]
[Leia também: Em vídeo, Padre Robson comenta acusações e fala do afastamento das atividades]