Arcebispo católico ucraniano: “Os padres irão até os abrigos antiaéreos” para celebrar missa

por -
Créditos: Youtube; @sandraclivati/Twitter

O Arcebispo Maior de Kiev-Galitzia, Sviatoslav Shevchuk, compartilhou um comovente vídeo neste domingo (27), no qual expressou a importância de celebrar e assistir à Missa no contexto da guerra na Ucrânia.

[Leia também: Papa Francisco pede um dia de oração e jejum na Quarta-feira de Cinzas pela paz na Ucrânia]

Arcebispo católico ucraniano: “Os padres irão até os abrigos antiaéreos” para celebrar missa

“Hoje é domingo, 27 de fevereiro de 2022. Superamos mais uma noite terrível. Mas depois da noite vem o dia, vem a manhã, depois da escuridão vem a luz”, disse o Arcebispo.

“Neste domingo celebraremos o Ressuscitado presente entre nós, presente na Ucrânia. Mas o povo de Kiev não poderá ir à igreja porque há toque de recolher e todas as pessoas devem ficar em casa para não arriscar suas vidas“.

“Então – continua o arcebispo ucraniano – a Igreja irá até eles. Nossos sacerdotes descerão aos porões, aos abrigos antiaéreos, e ali celebrarão a Divina Liturgia. A Igreja está com o seu povo. A Igreja de Cristo leva o Salvador Eucarístico àqueles que estão passando por momentos críticos de suas vidas, que precisam de força e esperança na Ressurreição”.

E depois faz um pedido a todos os católicos: “Hoje quero pedir a todos que possam vir à igreja: vão e participem da Divina Liturgia. Vá e participe da Divina Liturgia. Vá para a Confissão hoje e receba a Comunhão. Receba Cristo na Eucaristia e ofereça-o por aqueles que não podem participar da Liturgia deste domingo. Ofereça a Sagrada Comunhão para nossos soldados. Nossa vida atualmente está em suas mãos. Ofereça hoje para os feridos, os marginalizados, para aqueles que se tornaram refugiados desta guerra sangrenta na Ucrânia”.

Que belo testemunho da Igreja que deseja levar Cristo ao seu povo necessitado! Rezemos pela Ucrânia!

[Leia também: “Farei tudo que puder” para acabar a guerra, diz Papa a líder católico ucraniano]
[Leia também: Em meio à guerra, casal ucraniano decide se casar antes de ir lutar pelo país]