Brasileira está entre as vítimas do ataque na Basílica de Notre-Dame de Nice

por -
Créditos: Facebook

Uma brasileira está entre as vítimas fatais do ataque terrorista islâmico que aconteceu nesta quinta-feira (29) na Basílica de Notre-Dame de Nice, na França.

[Leia também: Ataque terrorista deixa três mortos em Basílica na França]

Trata-se de Simone Barreto Silva, que tinha 44 anos e era natural da Bahia. Ela vivia na França há aproximadamente 30 anos e deixa três filhos. Ela estava rezando dentro da igreja no momento do ataque.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores afirmou: “O Governo brasileiro deplora e condena veementemente o atroz atentado ocorrido hoje dentro da Basílica Notre-Dame de Nice, na França, onde um terrorista assassinou três pessoas.

O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França.

O Presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses.

O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo.

Neste momento, o Governo brasileiro manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença.

O Itamaraty, por meio do Consulado-Geral em Paris, presta assistência consular à família da cidadã brasileira vítima do ataque terrorista”.

O terrorista islâmico responsável pelo ataque que matou três católicos dentro da Basílica foi identificado como Aouissaoui Bahrain, de 21 anos, nascido na Tunísia. Segundo as autoridades, ele entrou ilegalmente na Europa, pela Itália, no início de outubro.

Rezemos pela alma dela e das outras vítimas!

[Leia também: Cálice que servia de mira pelo Estado Islâmico é resgatado e usado de novo na missa!]
[Leia também: Padre Fortea sobre destruição de igrejas: “vamos viver tempos de perseguição generalizada”]