Casal colombiano usa rito católico para fundar a própria seita

por -

Uma seita é uma doutrina religiosa ou ideológica que se afasta do que se considera ortodoxo, aparenta ter fins espirituais  e que tem mestres exercendo um poder absoluto sobre os adeptos. Pois bem, o que este casal faz é muito parecido…

Pelas redes sociais esteve circulando imagens de duas pessoas, um homem e uma mulher, com vestimenta sacerdotal, celebrando o sacramento da Eucaristia e oferecendo todo tipo de serviços “espirituais”. Vamos mostrar quem são eles e o que fazem para que possamos reconhecer o porquê de isto ser próprio de uma seita.

Jesus nos diz “Pelos seus frutos os conhecereis. É possível alguém colher uvas de um espinheiro ou figos das ervas daninhas?” (Mt 7,16)

É importante dizer logo no início: eles não são católicos! Aparentemente eles mesmos se declaram como “independentes” e anseiam pela criação de uma nova confissão (uma seita). Tudo o que eles celebram não tem validade sacramental e não está em comunhão com a Igreja Católica.

Agora vejamos por que o que este casal faz é próprio de uma seita:

Doutrina religiosa ou ideológica que se afasta do que é considerado ortodoxo

Quer dizer, simplesmente, que suas crenças estão longe do que a Igreja Católica assinala como apto para ser crível e afirmado pelos fieis. Em que aspectos ou práticas? Só para mencionar algumas:

Primeiro, ambos estão violando a ordem sagrada. A Igreja não permite a ordenação de mulheres ao sacerdócio e o homem não foi devidamente investido com o sacramento. Além disso, ele está em um relacionamento, o que suporia uma transgressão do celibato sacerdotal.

Segundo, por consequência, não têm poder para fazer nenhuma das coisas que dizem fazer: celebrar a Eucaristia, realizar exorcismos e uma série de outras coisas.

Além disso, como para fazer alarde, oferecem soluções mágicas: “liberação massiva que ajuda a curar, se livrar de cargas, tristezas, angústias, possessões…” Cada um que tire as suas próprias conclusões.

Aparenta ter fins espirituais

E sim, por trás de toda atividade típica de uma seita, há algo interessante: “o encontro custa U$ 150”, “a revisão de ataques espirituais vale U$ 20″… E eles ainda fornecem o número da conta bancária na Colômbia!

Está bastante claro, não é?

Com este artigo queremos chamar atenção sobre esta e muitas outras atividades que, aparentando pertencer à Igreja Católica, extraviam os fieis e os colocam em alguma seita ou culto indevido.

Sempre devemos estar atentos e rezar para que Cristo ilumine a inteligência e a vontade de quem está nestes erros.

Comentários

comentários