Como libertar sua comunidade ou seu país do demônio? O Pe. Fortea explica com esta poderosa oração

por -
Créditos: Wikipedia

Você já ouviu falar de dimicatio? É uma palavra latina que se refere ao conjunto de orações feitas para afastar o demônio de uma comunidade ou lugar.

Na sua obra sobre exorcismo, o padre José Antonio Fortea explica como se deve realizar este tipo de oração e a necessidade de dedicar tempo para combater as investidas demoníacas no mundo.

“Não se pode apenas pedir a Deus que expulse um espírito maligno de uma pessoa, mas também se pode pedir que o afaste de um grupo de pessoas ou de uma determinada situação”.

“É uma arma num combate em que não há dois candidatos: o demônio atuando como a arma de tentação e os fiéis de Deus com a arma da oração. Trata-se de um combate espiritual e invisível“.

A importância da dimicatio na comunidade

Este tipo de oração pode ser feita de modo individual ou comunitário. No entanto, “não dá no mesmo que seja feita por um só leigo do que vários juntos. Se um grupo de leigos pede a Deus que pare a atuação do demônio, Deus fará o demônio cessar pois não deixará sua súplica sem ser atendida”.

Existe algum ritual específico?

Não tem um ritual específico, mas tem basicamente duas partes. Uma primeira em que se pede a Deus que afaste o demônio de um grupo de pessoas (uma paróquia, um convento, um lugar concreto, um país) e uma segunda parte em que se conjura o demônio em nome de Deus para que se afaste deste lugar (apenas para sacerdotes).

O padre Fortea adverte: “A dimicatio pode ser realizada por um grupo de oração em que haja apenas leigos, mas se houver uma ordem direta ao demônio, deve ser feita por uma pessoa ordenada“, ou seja, um sacerdote.

Atenção: Os leigos de um grupo de oração nunca devem se dirigir ao demônio, e sim suplicar a Deus que prenda o malígnio e a sua influência.

O padre Fortea pontua quatro partes ideais:

Confessio: petição de perdão pelos próprios pecados.
Glorificatio: um momento dedicado a louvar a Deus.
Supplicatio: súplica a Deus para que afaste o demônio.
Coniuratio: o sacerdote conjura o demônio para que não ataque a um grupo determinado (apenas para sacerdotes).

Que influência tem este tipo de oração?

“A dimicatio feita por uma região inteira não significa que ela nunca mais vá sofrer nenhuma tentação por parte do demônio, mas certamente sofrerá menos”, explica o padre Fortea.

E acrescenta: “Se a oração for insuficiente, o demônio poderá seguir tentando, mas ainda sim encontrará seu poder de tentação mais preso, mais impedido”. (p. 46)

Quantas vezes é preciso realizar esta oração?

A dimicatio pode ser feita semanalmente ou diariamente, de forma individual ou em grupo, pode durar alguns minutos ou pode levar de dez a quinze minutos.

Há um lugar indicado para fazê-la?

“Normalmente esta cerimônia deve ser realizada às portas fechadas pela equipe que ajuda o exorcista, ou em uma capela à parte”.

Como saber quando a dimicatio é necessária?

O padre Fortea explica que “o normal é que a maioria das comunidades nunca precisarem que seu pároco ou um grupo de oração façam a dimicatio, mas existem casos especiais em que a ação do demônio é tão palpável, percebida com clareza, que será conveniente fazê-la“. (p. 47)

E que oração rezar?

Em seu manual, Summa Daemoniaca, o padre Fortea recomenda a seguinte oração de libertação:

Invocações a Nosso Senhor Jesus Cristo

Jesus, Filho do Deus vivo, tende piedade de mim.
Jesus, imagem do Pai,
Jesus eterna Sabedoria,
Jesus, esplendor da luz eterna,
Jesus, Filho da Virgem Maria,
Jesus Deus e homem,
Jesus, Sumo Sacerdote,
Jesus, arauto do Reino de Deus,
Jesus, caminho, verdade e vida,
Jesus, pão da vida,
Jesus, videira verdadeira,
Jesus, irmão dos pobres,
Jesus, amigo dos pecadores,
Jesus, doutor da alma e do corpo,
Jesus, salvação dos oprimidos,
Jesus, consolo dos abandonados,
Vós que viestes a este mundo, tende piedade de mim
Vós que libertastes o oprimido pelo Diabo,
Vós que fostes pregado na cruz,
Vós que morrestes por nós,
Vós que jazias na sepultura,
Vós que descestes ao inferno,
Vós que ressuscitastes dos mortos,
Vós que ascendestes ao céu
Vós que enviastes o Espírito Santo aos Apóstolos,
Vós que estás sentado à direita do Pai,
Vós que hás de julgar os vivos e os mortos.
Pela vossa encarnação, livrai-me, Senhor
pelo vosso nascimento,
pelo vosso batismo e vosso santo jejum,
pela vossa Cruz e sua Paixão,
pela vossa morte e ressurreição,
pela vossa admirável ascensão,
pelo derramamento do Espírito Santo,
pela vossa gloriosa vinda,
Salvai-me, Cristo Salvador, pela força
da vossa Cruz + [fazer o sinal da cruz].
Vós que salvastes a Pedro no mar, tende piedade de mim.
Pelo sinal da Cruz +, livrai-nos dos nossos inimigos,
Nosso Deus,
Pela vossa Cruz + salvai-nos, Cristo Redentor,
que morrendo destruístes nossa morte
e ressuscitando restaurastes a vida
Honramos vossa Cruz +, Senhor.
Recordamos a vossa paixão gloriosa.
Tende compaixão de nós, Vós que sofrestes por nós.
Vos adoramos Cristo e vos bendizemos,
porque pela vossa santa Cruz + redimistes o mundo. Amém.

Jesus, não permitas que nos afastemos de Ti!

[Leia também: Tudo sobre a oração de libertação e como fazê-la em casa]