De estrela do basquete à freira de clausura: Ela deixou tudo para seguir Jesus

por -
ESPN, YouTube / ChurchPOP

Que história incrível!

Shelly Pennefather, uma ex-estrela de basquete feminino da Universidade Villanova, desistiu de sua carreira e riqueza para tornar-se freira de clausura em 1994.

A ESPN recentemente relatou a história de Pennefather, explicando que a jovem escolheu a Villanova depois de ser uma das cinco principais recrutas de basquete no ensino médio.

Ela “detém até hoje o recorde de pontuação para homens e mulheres em Villanova”, e depois da faculdade foi jogar profissionalmente no Japão.

Enquanto jogava profissionalmente no Japão, seu time estava em último lugar, muito distante de classificar-se para a fase “mata-mata” (playoffs). Foi quando Shelly fez uma promessa a Deus de que se conseguisse tirar seu time do último lugar e levá-lo para os playoffs, daria sua premiação e também seu tempo livre (nas férias de pós-temporada) ao convento de Madre Teresa na Pensilvânia.

E assim aconteceu. Shelly dedicou suas férias daquele ano a ajudar o convento de Madre Teresa.

No entanto, ali naquele período, Deus plantou uma semente em seu coração. E quatro anos depois, no ano de 1991, com um salário aproximado de 200 mil dólares por ano, a jovem de 25 anos deixou tudo para seguir Jesus como irmã de clausura.

Shelly Pennefather agora vive como uma freira de clausura no Mosteiro das Clarissas em Alexandria, Virgínia, Estados Unidos.

Como vive como irmã de clausura, Shelly só pode abraçar fisicamente sua família e amigos a cada 25 anos.

Therese Pennefather, irmã de Shelly contou que quando ficou sabendo que sua irmã se tornaria freira de clausura, “chorou a noite inteira”, porque sabia que poderia não ver nunca mais a irmã. “Foi muito difícil”.

“Quando levamos a irmã Rose (nome de religiosa adotado por Shelly) ao convento e voltamos para casa, encontrei mamãe sentada e chorando muito ao ler um bilhete que minha irmã deixou para ela”, disse Therese Pennefather.

“Eu acho que mamãe foi convidada a fazer um sacrifício muito mais difícil. Ela teve que desistir do direito de estar na presença diária na vida de sua filha”.

Em 1994, Shelly Pennefather tornou-se Ir. Rose Marie da Rainha dos Anjos. Nesse dia ela abraçou sua família pela última vez, até o último dia 9 de junho de 2019, quando encontrou sua família e amigos.

[Leia também: Engenheira aeroespacial da NASA larga tudo para ser freira]
[Leia também: Assessora política, engenheira de sucesso e deixou tudo para ser freira enclausurada]

Comentários

comentários