Elon Musk diz que sexo sem procriação é um “absurdo”

Créditos: Lex Fridman/YouTube.

O cofundador e CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, defendeu os conceitos centrais da Humanae Vitae em uma entrevista de 2019 com Lex Fridman.

Elon Musk não se considera religioso e pode nem ter percebido que defendeu um ensinamento católico.

No entanto, ele definitivamente sugere que não acredita na contracepção, um dos princípios básicos da encíclica do Papa São Paulo VI de 1968, que confirmou o antigo ensino da Igreja Católica contra a contracepção, o aborto e a esterilização.

A conversa entre Musk e Fridman gira em torno da inteligência artificial, mas em um clipe de 34 segundos, Musk explica por que sexo sem procriação é “bobo”.

“Uma grande quantidade de pensamentos, uma quantidade realmente imensa de pensamentos foi dedicada ao sexo sem propósito, sem procriação. O que na verdade é uma ação bastante tola na ausência de procriação. É meio bobo”, diz Musk.

“Porque você faz? Por que isso torna o sistema límbico feliz? É por isso. É muito absurdo, realmente”.

Veja o vídeo aqui:

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

Esta não é a primeira vez que Elon Musk fala positivamente sobre a procriação. O CEO da Tesla, de 50 anos, disse ao Independent em 2020 que “as pessoas precisam ter mais bebês”.

“Acho que bebês são super legais e as pessoas realmente precisam ter mais bebês porque, parece óbvio, mas se as pessoas não tiverem bebês suficientes, a humanidade desaparecerá”, disse ele.

Elon Musk tem seis filhos vivos: cinco com a primeira esposa e um com a segunda. Seu primeiro filho morreu de síndrome da morte súbita infantil (SMSL) às 10 semanas de idade.

[Leia também: As 3 profecias do Papa Paulo VI que estão se cumprindo hoje]
[Leia também: Ela se recusou a fazer um aborto e seus dois filhos gêmeos viraram padres!]
Jacqueline Burkepile é editora da versão em inglês do ChurchPOP. Ela é jornalista, ex-ministra em campus universitários, esposa e mãe.