Esta princesa escolheu a pobreza, a caridade e o serviço aos pobres acima de sua coroa

por -
Domínio Público

Santa Isabel foi a filha do rei Andrés II da Hungria, e poderia ter se entregado a um estilo de vida extravsgante, mas escolheu uma vida de simplicidade, serviço e santidade.

Em 2010, o Papa Bento XVI indicou: “Uma vez, ao entrar em uma Igreja na Festa da Assunção, ela tirou a corou, a colocou diante do Crucifixo e, cobrindo o rosto, ficou prostrada no chão”.

Quando sua sogra a repreendeu por isto, ela respondeu: “Como posso eu, uma criatura miserável, continuar usando uma coroa de dignidade terrena, quando veio a mim o Rei Jesus Cristo coroado de espinhas?”

Praticava diligentemente as obras de misericórdia: dava comida e bebida aos que batiam a sua porta, comprava roupas, cuidava dos enfermos, enterrava os mortos…

Depois que seu esposo morreu, abandonou o palácio e ingressou na terceira ordem franciscana.

Anos depois fundou um hospital em honra a São Francisco de Assis, foi assim que dedicou o resto de sua vida, a servir os enfermos e os pobres.

 

[Leia também: Princesa é removida da linha de sucessão do trono britânico por tornar-se católica]

Comentários

comentários