Aplausos na missa está certo ou errado? Aqui está o que os papas disseram sobre isso

por -
Papa São Pio X, Wikimedia Commons, Domínio Público / Papa Bento XVI, Pxhere, Domínio Público / Papa São João XXIII, Wikimedia Commons, Public Domain / ChurchPOP

Isso já aconteceu na sua paróquia?

Muitas vezes, vemos ou ouvimos pessoas aplaudindo os outros durante ou no final da missa. Seja para o padre depois de uma homilia, um cantor, ou mesmo o coral após a conclusão da liturgia. Isso realmente está certo?

Recentemente, a YouTuber Lizzie Reezay trouxe essa questão à luz:

Seu tweet diz: “No domingo passado, uma tonelada de pessoas na minha paróquia aplaudiu o cantor e o pianista quando a missa terminou. Isso me deixou tão desconfortável e isso me ajuda a entender o porquê”.

No tweet seguinte ela postou uma citação do Cardeal Joseph Ratzinger (antes dele tornar-se Papa Bento XVI).

Aqui está o que ele disse sobre aplaudir na missa:

“Onde quer que os aplausos surjam na liturgia por causa de alguma realização humana, é um sinal claro de que a essência da liturgia desapareceu totalmente e foi substituída por uma espécie de entretenimento religioso” ( O Espírito da Liturgia ) 

Além disso, aqui está um vídeo do Catholic Answers Live que nos dá um pouco mais de perspectiva sobre o assunto:

No vídeo, um interlocutor, referindo-se ao coral da paróquia, pergunta: “É apropriado aplaudir o coral após a missa? Esta é uma prática aprovada?

Pe. Vincent Serpa disse: “Absolutamente não. É muito inapropriado e é responsabilidade do pastor garantir que a comunidade entende isso. O coral não está cantando em vista de entreter ninguém. Eles estão cantando para adorar a Deus. Nós não aplaudimos a oração. Nós rezamos.”

Ele continua: “Novamente, isso não é uma opção. Se estivéssemos em outro lugar, seria algo diferente. Mas a liturgia é a liturgia. É a adoração de Deus, e isso precisa ser feito de maneira apropriada, conforme a Igreja julgar adequada. É bom que apreciem o coral, mas podem agradecer do lado de fora. Aplausos não são apropriados naquele momento.

O Papa São João XXIII também disse que as pessoas esperavam que ele chegasse a uma igreja fora de Roma: “Estou muito feliz por ter vindo aqui. Mas se devo expressar um desejo, é que na igreja você não grite, não bata palmas, e que não faça isso nem mesmo com o Papa, porque ‘templum Dei, templum Dei’ (templo de Deus é o templo de Deus).

Em uma citação muito intensa, o Papa São Pio X disse: “Não é apropriado que o servo seja aplaudido na casa de seu Mestre”.

[Leia também: Sente-se, fique de pé, ajoelhe-se: O significado dos movimentos que fazemos na missa]

Comentários

comentários