Jovem paraense se encontra com o Papa e lhe dá terço que fez com caroço de açaí

Créditos: Vaticannewspt/Instagram.

Um adolescente do município de Chaves, no Arquipélago do Marajó (PA), teve a oportunidade de encontrar o Papa Francisco nesta segunda-feira (26). Breno Teles, de 16 anos, estava participando da Convenção dos 40 anos da Comunidade Católica Shalom no Vaticano. O jovem presenteou o pontífice com um terço, feito por ele mesmo, com caroços de açaí, uma palmeira típica da região amazônica do Brasil.

[Leia também: Papa Francisco responde a carta de menina brasileira de 7 anos!]

Jovem paraense se encontra com o Papa e lhe dá terço que fez com caroço de açaí

No domingo (25), o jovem partilhou sobre o chamado que sente ao sacerdócio durante mesa redonda da Conferência “Amigo do Pobres”, realizada na Basílica de São João de Latrão.

“Esse sonho, como já dizia Santa Terezinha: ‘O bom Deus não nos inspiraria sonhos irrealizáveis’. Então, pra mim, é uma grande alegria diante das tribulações, durante a nossa caminhada, o próprio Moysés (fundador da Comunidade Católica Shalom) no início da Comunidade, muitas tribulações provavelmente, todos nós trazemos.”

“Confesso que já ouvi da minha própria família, não diretamente da minha mãe, do meu pai e dos meus irmãos, mas ‘que negócio é esse querer ser padre, não não pode’, ‘tu é jovem, tem muito que viver, vai namorar’. Só que eu não vejo isso. Pra mim é uma grande alegria permanecer nesse chamado e buscar. E sim, o bom Deus não nos inspira sonhos irrealizáveis.”

O chaveense está representando na Convenção, o Espaço de Paz, o qual ele é assistido. A entidade não governamental é administrada pela Comunidade Shalom e foi construída para ser um “oásis de misericórdia” em lugares onde os índices de vulnerabilidade social são grandes, como é o caso do município marajoara. No Espaço, crianças de sete anos e outros adolescentes da faixa etária de Breno, participam de oficinas de espiritualidade, violão, apoio pedagógico, contação de histórias e esporte.

Créditos: Comunidade Shalom

A responsável pela Comunidade Shalom em Chaves, Dilma França, testemunhou que o apostolado pode ser difícil às vezes, mas é sempre recompensador. “Algumas vezes, quando o cansaço e o desânimo batiam, fomos surpreendidos ao encontrar em rostos de garotos como Breno, que está aqui do meu lado, o rosto sorridente de Jesus, que me consolava e me convidava a continuar sendo instrumento da sua misericórdia”, disse ela.

“Olá, sou o Breno Teles, tenho 16 anos, nasci na Ilha do Marajó onde a pobreza material e espiritual podem ser tocadas bem de perto. Ao conhecer os missionários da Comunidade Shalom, que serviu ao meu povo, nasceu em mim também o desejo de ofertar a minha vida, assim aliviar a dor daqueles que sofrem, que têm fome e sede de Deus“, contou o paraense.

Desde criança Breno e seus irmãos participam dos grupos de oração da Comunidade Shalom em Chaves. Foi com um missionário que ele aprendeu a confeccionar terço de caroço de açaí. Segundo Dilma, esse presente representa o sustento na mesa do povo Marajoara, e a subsistência da população de Chaves. É a via de sobrevivência das famílias mais carentes que vivem do cultivo do açaí. Para eles, esse terço demonstra a devoção à  Nossa Senhora de Nazaré que é considerada a “Rainha da Amazônia”.

Rezemos pelas vocações!

[Leia também: “O Papa vai, seja Francisco ou João XXIV”, brinca o Santo Padre sobre a JMJ]
[Leia também: “É um milagre”: Mãe afirma que seu filho foi curado após encontro com o Papa Francisco]