Milagre de Bento XVI? Jovem é curado de câncer e, anos depois, é ordenado sacerdote

por -
Créditos: Arquivo Pessoal/Divulgação

Após a morte do Papa emérito Bento XVI, viralizou nas redes sociais o belo e tocante testemunho de um jovem que foi curado de um grave câncer depois de se encontrar com o pontífice em 2013. Anos mais tarde, ele virou sacerdote. Conheça esta história!

[Leia também: Por que Bento XVI foi enterrado com o rosto coberto? Sacerdote explica!]

Milagre de Bento XVI? Jovem é curado de câncer e, anos depois, é ordenado sacerdote

O relato foi compartilhado no Facebook pelo influencer Augustine Mario. Ele começa dizendo que “Peter Srsich conheceu o Papa Bento XVI em maio de 2013, junto com seus pais Tom e Laura, e seu irmão Johnny. Todos estavam na Praça de São Pedro na audiência do Papa.”

A família era do Colorado (EUA), e Peter, com 19 anos na época, estava tendo a oportunidade de se encontrar com o Papa “graças a uma viagem organizada pela Make A Wish International Foundation, que torna realidade o encontro de crianças doentes com o Papa”.

Mas o que Peter não esperava era que iria, de fato, falar individualmente com Bento XVI! Ele logo descobriu que todas as outras crianças e adolescentes estavam preparados para isso e levavam presentes para entregar ao pontífice, já ele, não tinha nada para oferecer.

“Então o pai de Peter, Tom, propôs dar-lhe a pulseira verde que ele usava, com as palavras ‘Reze por Peter’ e a passagem Romanos 8,28: ‘Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que ama a Deus, aos que são chamados segundo o seu propósito’, que Pedro tanto amava. Essa era apenas uma das 1.200 pulseiras que seu colega de classe fez para criar uma corrente de oração pela saúde dele”.

“Peter tinha câncer de pulmão, um linfoma de Hodgkin em estágio avançado que estava pressionando seu coração. Era tão grande que não conseguiram anestesiar ele, porque corria o risco de ele não acordar de novo, então não conseguiram nem extrair para uma biópsia.”

“As múltiplas quimioterapias o levaram à depressão, da qual só se recuperou quando recebeu a Eucaristia. Peter lutou contra essa doença e estava convencido de que poderia ser curado se simplesmente fosse ao Vaticano.”

O jovem então, conta como foi sua experiência diante do Papa: “Tive cerca de 30 segundos a um minuto para falar com ele, então dei a ele o resumo básico da minha história: ‘Tive câncer, quero ser padre. Posso ter sua bênção?” Então ele me deu sua bênção. Foi um grande, grande presente poder realmente encontrar o Santo Padre para apertar sua mão e receber sua bênção. Foi apenas uma experiência poderosa de encontrar o Papa.”

A partir de então, Peter começou a melhorar gradualmente, até ficar totalmente curado. Ele então ingressou no seminário e foi ordenado em 15 de maio de 2021, e serve atualmente na Diocese do Colorado.

Ordenação de Pe. Peter Srsich

“É uma ótima vida ser padre. É uma daquelas coisas que você está caminhando ao longo da estrada em direção a isso e passando pelo câncer, indo para o seminário, sem saber bem o que Deus vai fazer ou como ele vai fazer. Estando deste lado da ordenação, todas as provações, todos os sofrimentos valeram a pena”, conclui o agora Pe. Peter. “É lindo começar a ver como Deus estava me preparando para essa vocação, para esse chamado, para receber o sacramento do serviço que não é para mim, [mas] para o povo de Deus. Ele conseguiu usar esses diferentes momentos ao longo da minha vida, essas diferentes experiências ao longo da minha vida.”

Que história inspiradora!

[Leia também: Assim foram as últimas horas de Bento XVI, segundo seu secretário pessoal]
[Leia também: Leia o poderoso testemunho espiritual deixado por Bento XVI]
Victoria Arruda é jornalista, ama filmes, livros, música, teologia, política e... pizza. Escreve sobre coisas aleatórias, pra combinar com suas preferências pessoais.