O acidente de helicóptero que trouxe um soldado ateu de volta à fé católica!

Créditos: Photo Catholic News Agency

Muitas pessoas vivem uma vida muito distante de Deus. Até chegam a ser batizadas na infância, mas não apenas se afastam, como repelem qualquer ideia de um existir um Criador.

Mas nada é impossível para Deus! E com grande amor, Ele sempre aproveita as situações da nossa história para nos fazer voltar para casa. Veja como um acidente de helicóptero trouxe um soldado ateu de volta à fé católica!

A história do soldado

O soldado Dillon Beatson sempre se declarou ateu até seus 20 e poucos anos. Ele disse que a única vez em que ele falou de religião, foi com zombaria. No entanto, sua visão mudou drasticamente quando o helicóptero em que estava caiu durante uma missão de treinamento no Oriente Médio. Naquele momento, ele se viu clamando a Deus.

“Eu estava segurando algo e corremos para a esquerda, fui jogado na areia”, disse o soldado Beatson em uma entrevista à Colm Flynn da EWTN News. O helicóptero ainda estava avançando. Ele estava me empurrando para a areia. As pás da hélice estavam girando. Estava incrivelmente barulhento e pensei: ‘É isso’ (…) Foi naquele momento que me voltei para Deus e disse: ‘Deus, por favor, não me deixe morrer'”.

Um impulso espontâneo para a oração

Dillon, que servia como operador de rádio nas Forças Armadas Australianas na época, disse que ficou surpreso com sua vontade espontânea de rezar.

“Naquela época fiquei confuso… porque eu não acreditava em Deus, achava que era um conto de fadas. O que aconteceu realmente me fez dar início a uma jornada em busca da alma“, disse ele. Um colega soldado morreu no acidente. Beatson, que saiu ileso, disse que aquele momento o levou a se perguntar sobre o sentido da vida.

“Fui batizado e frequentei uma escola primária católica nos primeiros dois anos, mas nunca me considerei muito religioso. Eu tinha muito pouco conhecimento de quem era Deus, quem era Jesus”, contou.

Quando se formou no colégio na Austrália, ele, como muitos de sua geração, era um “não religioso” ou alguém que afirmava não pertencer a nenhuma denominação religiosa. Ele disse que passava muitos fins de semana “ficando extremamente bêbado” nas festas e que as únicas vezes que falava sobre religião era para zombar da fé das pessoas.

A decisão de voltar à Igreja

Dillon Beatson atribuiu sua decisão de retornar à missa ao quase encontro que teve com a morte. Ele se inscreveu-se no programa do Rito de Iniciação Cristã de Adultos (RCIA) e foi confirmado na Igreja Católica em agosto de 2019.

“Eu acabei indo à missa tridentina – nem sabia que existia tal coisa como a missa tridentina – e simplesmente me apaixonei”, disse Beatson ao jornal The Catholic Leader, da Austrália. “Sinto que a minha infância foi, de certa forma, roubada de mim, porque não cresci com o amor de Cristo e não pude ter muitos dos ensinamentos e da moral incutidos em mim desde tenra idade”.

Agora que Beatson é católico praticante, ele disse que considera a fé “um tesouro” que deseja compartilhar com outras pessoas.

Minha vida é diferente agora porque não vivo mais só para mim. Embora logicamente falhe com frequência, estou tentando viver minha vida para Cristo. Estou tentando conhecê-lo e amá-lo mais, para permitir que Seu amor e luz brilhem através de mim. E realmente me sinto em paz”, disse ele.

Na cultura de hoje, especialmente nós, jovens, somos alimentados com muitas mentiras sobre o que os jovens deveriam ser. E realmente o melhor exemplo para um homem é nosso Senhor Jesus. É um sentimento incrível e um amor incrível. Seu amor e graça realmente mudaram minha vida e podem mudar a sua também”.

Que belo testemunho!

[Leia também: Testemunha de Jeová e sua família se convertem à Igreja Católica: “Voltamos para casa”]
[Leia também: “Eu convenci um satanista a ir à Missa e agora ele está virando católico” – uma poderosa história de conversão]