Testemunha de Jeová e sua família se convertem à Igreja Católica: “Voltamos para casa”

por -
Créditos: EWTN/Reprodução

Tom Cabeen foi um importante dirigente dos Testemunhas de Jeová que, pouco a pouco, encontrou o caminho até Cristo e a verdade que o levou de volta para casa: a Igreja Católica.

Confira este belo testemunho:

A família de Tom era muito ativa na comunidade dos Testemunhas de Jeová. Eles deixaram tudo o que tinham para fazer parte do corpo missionário deste polêmico grupo.

Enquanto Tom ia crescendo, estudava cada vez mais os ensinamentos da seita e se tornou um homem muito respeitado. Casou-se com uma integrante do grupo, Glória, e tudo ia muito bem.

Até que um dia, enquanto aprofundava seus estudos, encontrou uma grande falha na cronologia das crenças dos Testemunhas de Jeová. Este fato o levou a pensar na inconsistência lógica a respeito de Cristo e sua vida.

Ele conta que: “Ainda que tivesse sido Testemunha há quase dez anos (fui batizado em 1959), nunca tinha lido a Bíblia inteira, então decidi fazê-lo. Isto gerou muitas dúvidas que rondavam meus pensamentos. Quanto mais lia, mais contradições encontrava entre as simples explicações que ofereciam as Escrituras e minhas crenças como Testemunha. (…) À esta altura, comecei a falar de minhas dúvidas sobre a Bíblia com membros mais velhos e bem respeitados. Me surpreendeu descobrir que havia muitos deles com o mesmo problema que eu, e também a forma aberta em que falavam desses assuntos. Eu me perguntava: se nos equivocamos pensando que certas atividades estavam solidamente baseadas nas Escrituras, não poderíamos também estar equivocados nas doutrinas?

Com cada vez mais desejo de descobrir a verdade, continuou estudando para buscar mais respostas. Sua comunidade tentou fazê-lo desisitir, mas não conseguiram.

Quando viram que era iminente que ele deixasse de acreditar na doutrina da seita e que, sendo alguém de renome, suas dúvidas poderiam gerar confusão em seus seguidores, decidiram excomungá-lo junto com sua esposa Glória.

Eles estavam totalmente isolados de seu mundo. Ele não tinha mais contato com sua família. Seu pai morreu em 2002 e ele não pôde se despedir porque não tinha permissão para entrar em contato com membros da comunidade.

Isso não o impediu de sua sede de verdade e ele começou a estudar a história do Cristianismo. E quando descobriu os textos dos Padres da Igreja Católica, sentiu como se tivesse encontrado um grande tesouro.

Ele mudou sua maneira de perceber as Escrituras e entendeu que Cristo queria que todos nós fôssemos um, assim como Ele e o Pai são Um.

Em 2006, junto com sua esposa e filho Matthew, após terem lido e estudado a história da Igreja Católica e sua doutrina, tomaram a decisão de serem batizados como católicos.

Tom explica que: “Minha pesquisa sobre a história da igreja cristã primitiva me permitiu adotar uma perspectiva católica sem meu preconceito anterior contra a Igreja Católica, sem a interferência de meus preconceitos anteriores contra a Igreja Católica. O que estávamos encontrando nos ensinamentos dos católicos era incrível: ensinamentos profundos e envolventes, apoiados por história e lógica coerente que se conformam com as Escrituras e que são gratificantes não só para a mente, mas também para o coração. Agora sentimos que temos feito parte desse caminho por todos esses anos. Descobri que os escritos de outros convertidos ao cristianismo católico são muito úteis”.

“Estamos emocionados por sermos católicos e ficamos felizes em compartilhar as coisas boas que encontramos com qualquer um de nossos ex-companheiros cristãos evangélicos ou com nossos novos companheiros católicos. Estamos totalmente felizes dentro da Igreja que Jesus Cristo fundou. Nós voltamos para casa“.

Bendito seja Deus!

[Leia também: Pastor e sua família se convertem ao catolicismo: “O Senhor me deu um forte desejo pela Verdade”]
[Leia também: Era adventista fervorosa, mas a Verdade que procurava só encontrou na Igreja Católica]