Padre com tumor cerebral oferece sofrimento vivido por vítimas de abusos

por -
Créditos: John Hollowell/Twitter

O Pe. John Hollowell, da Arquidiocese de Indianápolis, nos Estados Unidos, decidiu fazer um grande ato de amor: unir seus sofrimentos ao das pessoas que sofreram abusos sexuais cometidos por sacerdotes.

Em fevereiro de 2020, o padre contou em sua conta do Twitter: “Amigos, fui diagnosticado com um tumor cerebral. O prognóstico é muito bom.”

“Em 2018, pedi a Deus que, se fosse da Sua vontade, que me desse um pedaço da cruz de Cristo para que pudesse carregar por aqueles que sofreram abusos cometidos por padres. Eu o abraço voluntariamente”.

No dia 25 de julho, ele compartilhou uma “prova” de que está, de fato, se unindo em dor e orações. O pastor das igrejas da Anunciação e São Paulo postou uma foto da recente cicatriz deixada pelo procedimento.

Confira o tweet:

Clique aqui caso não consiga visualizar o post

Ele disse: “‘Então eles partiram… alegres por terem sido considerados dignos de sofrer por causa do nome de Jesus’ (Atos 5, 41)

“Estive evitando compartilhar fotos durante o processo, mas acho importante para as vítimas verem uma prova visual do meu desejo de carregar esta cruz”.

Rapidamente a publicação ganhou muitas visualizações e até respostas emocionantes.

Um usuário escreveu: “Como sobrevivente de um abuso cometido por um padre, você nunca saberá o quanto você (e o seu sacrifício) são importantes para mim; Mantenha-se humilde, mas você e alguns leigos católicos são os responsáveis por eu permanecer na Igreja Católica agora.”

E outra falou: “Em oração, padre. Como você deseja compartilhar os sofrimentos das vítimas mais vulneráveis, nós rezamos pela sua recuperação como um sinal do perdão e da redenção do Senhor.”

Rezemos pelo Pe. Hollowell e por todas as vítimas de abusos!

[Leia também: Coronavírus: sacerdote renuncia a respirador e morre para salvar a vida de um jovem]

Comentários

comentários