Padre é preso após suspeita de participação em vários assaltos

por -
Créditos: Nikola Knezevic

O Pe. Elizeu Lisboa Moreira, da Arquidiocese de Passo Fundo (Rio Grande do Sul), foi preso na última terça-feira (2), por suspeita de envolvimento em três assaltos a comércios da região. Ele também foi afastado temporariamente de suas funções na Paróquia de Tapejara.

Segundo informações da polícia, o sacerdote estava dirigindo o Hyundai ix35 da Arquidiocese no momento em que assaltou um supermercado e uma farmácia, no bairro de Petrópolis, no início da noite. Ele também teria usado uma arma de brinquedo para render funcionários e levar as mercadorias.

A Brigada Militar monitorou o carro e conseguiu prender o padre em flagrante, cerca das 20h. Com ele, foram encontrados alimentos, produtos de higiene e R$ 655 em dinheiro.

O delegado Diogo Ferreira informou que o sacerdote “estava totalmente calmo, parecia que não tinha caído a ficha do que ele fez e que estava no mundo da lua”. Em depoimento, Pe. Elizeu informou que teria cometido os crimes em um momento de loucura.

Com 27 anos, Pe. Elizeu foi ordenado no dia 9 de agosto de 2019. Ao tomar conhecimento do fato, o Arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luís Weber, disse estar chocado.

“Ele era recém-ordenado, uma pessoa que estava indo bem nos seus trabalhos. E de uma hora para outra acontece um fato desses. É chocante. É triste. É muito sofrido”, disse ao portal GaúchaZH. “Quero saber como chegou a isso, qual a justificativa. Se é que tem justificativa. O fato é grave, mas todo ser humano tem direito a defesa“.

E completou: “Ele atendia dois municípios que estão tão chocados como eu. Chama atenção não ter motivo nenhum pra fazer isso, nunca deu sinais. Era muito bem quisto”.

Rezemos pela santificação do clero e por toda a Igreja!

[Leia também: Padre é afastado após convidar pastor para “concelebrar” Missa de Cinzas]
[Leia também: Esperançoso, padre Ronney dá início à quimioterapia: “A cura começou!”]