Padre oferece “Drive-Thru” de confissões em meio ao fechamento de igreja por coronavírus

por -
Virna Flores, Facebook / @FrScottHolmer, Twitter / ChurchPOP

Que criativo! Será que mais padres deveriam fazer isso nestes tempos?

Pe. Scott Holmer, da Igreja Católica São Eduardo ‘o Confessor’, em Maryland, nos Estados Unidos, está oferecendo confissões por “drive-thru” a seus paroquianos depois que a Arquidiocese de Washington suspendeu todas as missas públicas, a partir de 14 de março.

Pe. Holmer divulgou um comunicado no site de sua paróquia explicando que “a Missa é o coração da nossa vida juntos como católicos“.

Certamente é uma tristeza que nenhum de nós possa ir à Missa juntos por causa da crise de saúde que ameaça nossa nação e o mundo“, afirmou.

Pediria a vocês que unissem suas orações com o Santo Sacrifício da Missa que celebrarei em particular, passando algum tempo todos os dias em oração pessoal e continuando a manter sua disciplina quaresmal de oração, jejum e obras de misericórdia.

O padre então anunciou que estaria oferecendo confissões diárias durante o tempo que ele normalmente celebraria a Missa.

Como não posso garantir sua segurança física abrindo a igreja ou o escritório para os visitantes, criei um ‘confessionário drive thru’ e ouvirei confissões no estacionamento da paróquia para manter uma distância de um metro e meio enquanto os penitentes permanecem em seus carros”, disse Pe. Holmer.

Pe. Holmer acrescentou que também vendará o rosto para aqueles que desejarem privacidade, além de contar com o seminarista Joseph McHenry para orientar o tráfego.

“Isso está se tornando uma Quaresma como nenhuma outra”, Pe. Holmer disse. “Acredito que o Senhor está nos convidando a uma crescente preocupação pelo bem-estar de nossos vizinhos e nos oferecendo a oportunidade de fazer sacrifícios por eles. Que excelente penitência quaresmal para todos nós.

Aqui está a foto do confessionário drive-thru:

Rezemos por todas as vítimas da Covid-19 pelo mundo!

[Leia também: Padre atende confissão em carrinho de golfe em Universidade: “Vamos ao encontro das pessoas”]

Comentários

comentários