Perseguição religiosa na Nicarágua: Bispo enfrenta polícia com o Santíssimo Sacramento

Créditos: Facebook.

A situação da Igreja Católica na Nicarágua é cada vez mais preocupante. Na última quinta-feira, 4 de agosto, o bispo de Metagalpa, Dom Rolando Álvarez, decidiu combater o cerco da polícia sandinista com a oração e o Santíssimo Sacramento.

O prelado sofreu vários episódios de assédio por parte do governo do presidente Daniel Ortega. Há pouco mais de dois meses, o bispo havia anunciado um jejum em protesto contra a perseguição contra os cristãos.

Em 4 de agosto, a cúria diocesana de Matagalpa acordou novamente cercada pela polícia, dois dias depois que o regime ordenou o fechamento de várias rádios católicas nesta jurisdição.

[Leia também: Mulher é parada pela polícia ao ir à Adoração Perpétua mas os deixa chorando de joelhos]

Perseguição religiosa na Nicarágua: Bispo enfrenta polícia com o Santíssimo Sacramento

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

“Como todas as quintas-feiras, eu estava me preparando para celebrar a Eucaristia na minha capela com dois meninos do coro, dois seminaristas e dois padres; e os meninos foram impedidos de entrar na cúria”, disse o Prelado já na rua.

“Saí e já havia um grupo de fiéis que estavam adorando ao Senhor, [os policiais] checaram suas coisas, pediram a identidade, mas não deixaram entrar; e quando saí já havia um grupo de fiéis cantando ao Senhor, então mandei trazer Jesus Sacramentado para que pudéssemos rezar aqui, para abençoar os fiéis”, comentou.

Dom Rolando Álvarez, que passou quase uma hora rezando e incentivando os fiéis ao diálogo, disse que “não vamos cair em provocações, mas também não vamos ficar sem adorar ao Senhor e sem rezar junto com o povo fiel de Deus”.

Ele afirmou que, se necessário, eles celebrariam a missa e adorariam o Santíssimo Sacramento na rua, porque Cristo “é o Senhor da Nicarágua”.

“Que eles nos deixem celebrar nossa Eucaristia livremente, que eles não continuem com isso. Nós não os prejudicamos. Se não fizermos nada com eles, por que eles querem nos sitiar?”

Finalmente, depois de se aproximar dos fiéis para rezar e cantar louvores com os fiéis que estavam sob vigilância policial, Dom Álvarez voltou com o Santíssimo Sacramento à porta da sede episcopal.

Rezemos pela Igreja da Nicarágua!

[Leia também: O dia em que Santa Clara salvou a cidade de Assis segurando um ostensório]
[Leia também: Polícia prende padre e fieis que rezavam em clínica de aborto em NY]