“Prevalecerá a verdade”: Arquidiocese de Belém divulga nota sobre acusações a Dom Taveira

por -
Créditos: Fundação Nazaré de Comunicação/Divulgação

A Arquidiocese de Belém, no Pará, divulgou um comunicado oficial neste domingo (3) para ressaltar que “está acompanhando as investigações em curso” sobre as acusações de assédio sexual contra o bispo Dom Alberto Taveira. A nota diz ainda que a Arquidiocese permanece “com a certeza e a confiança de que, ao final, prevalecerá a verdade”.

Sobre as denúncias contra Dom Alberto, a Arquidiocese informou que “devido ao sigilo imposto e em respeito às leis, não pode divulgar mais informações”.

Segundo uma reportagem exibida pelo programa Fantástico, da TV Globo, quatro ex-seminaristas da Arquidiocese de Belém estariam acusando o bispo de assédio e abuso sexual.

O comunicado ressalta ainda que o momento é “de renovar o nosso senso de comunhão e solidariedade, porque, como disse o Apóstolo, referindo-se à Igreja, “quando um membro sofre, todos os membros participam do seu sofrimento; se um membro é honrado, todos os membros participam de sua alegria” (1Cor 12, 26)”.

“Por fim, pede à comunidade dos fiéis que continue a rezar pela Igreja, por intercessão da Santíssima Mãe de Deus, a Virgem Maria, para que não desanimemos diante das provações pelas quais estamos passando”, termina a nota.

O que disse Dom Alberto Taveira

Em dezembro de 2020, o arcebispo de Belém afirmou que recebeu “com tristeza, há poucos dias, a existência de procedimentos investigativos com graves acusações contra mim”.

Ele se declarou inocente e afirmou que as acusações têm como objetivo “causar danos irreparáveis à minha pessoa e provocar abalo na Santa Igreja”.

Rezemos para que a verdade prevaleça!

[Leia também: Arcebispo de Belém se pronuncia sobre acusações que vêm sofrendo]
[Leia também: Justiça suspende novamente investigações contra Padre Robson de Oliveira]